Projeto “Aluno Sempre Conectado” é lançado em Goiânia

O projeto ASCON fornece aos professores cursos sobre segurança cibernética, metaverso, inteligência artificial e conceitos básicos de programação, entre outros.

Projeto "Aluno Sempre Conectado" é lançado. Crédito- Sionei Leão.

Goiânia – Alunos de três escolas municipais de ensino médio em Goiânia (GO) estão sendo beneficiados por programa pioneiro de inclusão digital, o projeto ASCON – Aluno Sempre Conectado, uma iniciativa da Qualcomm e do Instituto Crescer, em Goiânia, com a prefeitura da cidade.

A experiência foi apresentada nesta quinta-feira, dia 18, em uma das escolas escolhidas para a largada do projeto. Aos estudantes beneficiados são entregues laptops de última geração, chamados de chromebooks, para terem acesso à internet na residência, no colégio e no trânsito, initerruptamente.

O evento reuniu os parceiros para mostrar à sociedade e à mídia local e especializada a metodologia e as ferramentas utilizadas na ação. Cerca de 100 alunos estudantes são atendidos pelo programa.

O projeto Ascon resulta de uma parceria entre Qualcomm Wireless Reach, ACER, Claro, Embratel, Calriz, Instituto Crescer e Prefeitura de Goiânia, por intermédio da secretaria municipal de Educação.

Vida à sala de aula

O conceito da iniciativa é dar vida à sala de aula tornando-as conectadas, e permitindo que todos os alunos fiquem conectados, de forma inteligente, de casa, da sala de aula ou de qualquer lugar.

Pelo projeto, os professores terão acesso a cursos sobre segurança cibernética, cyberbullying e segurança emocional, metaverso, Inteligência Artificial, tecnologias emergentes, pesquisa e conceitos básicos de programação.

“Já vimos como os alunos podem se beneficiar do aprendizado estendido e das possibilidades aproveitadas pelo uso dos dispositivos fora da escola”, afirmou no evento Francisco Soares, vice-presidente de Relações Governamentais da Qualcomm.
“Ratificamos nosso papel para tornar mais acessível uma educação inovadora e de qualidade que permeia as ações do programa”, reforçou.

Realidade em expansão

O Ascon iniciou-se em três escolas. No evento, os organizadores informaram a ampliação para uma quarta unidade. Nessa segunda etapa, o programa integrará fones de ouvido de realidade virtual (VR) para acelerar o aprendizado dos alunos.

A Beeniculus, uma empresa que promove a inovação na educação por meio de experiências de Realidade Virtual (RV, em inglês), doará os aparelhos  movidos pelas plataformas Qualcomm Snapdragon  XR1 e Snapdragon Spaces, e fornecerá conteúdo educacional e treinamento. Com o uso dos equipamentos, os alunos terão acesso interativos e imersivos sobre vários tópicos educacionais.

Uma nova visão do aprendizado nas escolas públicas está em marcha, ressaltaram os parceiros da experiência.

* Por Sionei Leão. O jornalista viajou a convite da Qualcomm

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10568