Por meio da VMO2, Telefónica vai criar subsidiária de fibra no Reino Unido

NetCo deve ficar responsável pela expansão da infraestrutura de rede óptica e por fazer a transição completa para a tecnologia; unidade deve atuar como rival da Openreach, da BT
Telefónica vai criar subsidiária de fibra óptica no Reino Unido
Telefónica anuncia planos para criar unidade de fibra óptica no Reino Unido (crédito: Freepik)

A operadora de telecomunicações britânica Virgin Media O2 (VMO2), uma joint venture entre a Telefónica e a Liberty Global, anunciou planos para criar uma subsidiária de rede fixa – provisoriamente chamada de NetCo. Somando as infraestruturas de fibra óptica e cabo coaxial, a unidade deve nascer com uma cobertura de 16,2 milhões de instalações no Reino Unido.

Em comunicado, a VMO2 indica que a nova empresa deve ficar responsável pela expansão da rede de fibra, incluindo a transição completa para a tecnologia nos próximos anos. A subsidiária deve ter impacto neutro na alavancagem e na estrutura de crédito da operadora.

Com a NetCo, a VMO2 também planeja ofertar planos de atacado em escala para outros provedores, posicionado a unidade como uma alternativa à rede da Openreach, de propriedade da rival BT.

Além disso, a nova empresa deve se concentrar na conclusão do programa de fibra óptica da matriz. “Através de um acordo de atacado, a NetCo conectará toda a base de clientes fixos da Virgin Media O2, proporcionando receita e fluxo de caixa atraente desde o primeiro dia de operação”, diz a empresa, em nota.

Fica de fora

No comunicado, a VMO2 ressaltou que os ativos relacionados à operação de telefonia móvel não farão parte da NetCo. Adicionalmente, a Nexfibre – um empreendimento de fibra com participação de Telefónica, Liberty Global e Infravia – continuará operando separadamente, com foco na expansão da rede óptica em áreas “greenfield”.

De todo modo, tão logo toda a construção da infraestrutura de fibra esteja concluída, a NetCo e a Nexfibre terão uma rede combinada com alcance de 23 milhões de residências britânicas. Atualmente, as redes ópticas das duas empresas atingem 4 milhões de instalações no Reino Unido.

A constituição da NetCo deve passar por aval dos acionistas (Telefónica e Virgin Media). A eventual subsidiária também está sujeita à análise regulatória.

Avatar photo

Eduardo Vasconcelos

Jornalista e Economista

Artigos: 716