Pop Ciência: MCTI lança programa para popularizar ciência e tecnologia

Iniciativa prevê a realização de feiras e mostras e tem o objetivo de estimular o conhecimento científico; bolsas de estudos e hackathon contra informações falsas também farão parte do projeto

Governo lança o programa Pop Ciência para popularizar conhecimento científico e tecnológico

O governo federal instituiu, conforme decreto publicado no Diário Oficial da União, nesta quinta-feira, 26, o Programa Nacional de Popularização da Ciência (Pop Ciência). A iniciativa tem o objetivo desenvolver a cultura científica no País e estimular a prática da ciência, tecnologia e inovação como meios de promover a inclusão social e reduzir a desigualdade social.

No bojo do programa, também foi criado o Comitê de Popularização da Ciência e Tecnologia (Comitê Pop), que deve atuar como órgão consultivo no âmbito do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), com a finalidade de auxiliar no detalhamento das ações do projeto de incentivo à ciência.

No anúncio de lançamento do programa, a ministra Luciana Santos ressaltou que a pasta implementará um conjunto de ações para que o Pop Ciência funcione como um polo de atração pela ciência, além de estimular a pesquisa desde a educação básica e contribuir para a promoção do conhecimento científico e tecnológico pela população, especialmente no que se refere aos estratos mais vulneráveis da sociedade.

Adicionalmente, a ministra destacou que o Comitê Pop vai “propor ações e estratégias, fazer a articulação política e mobilizar diferentes setores do governo e da sociedade civil para alcançar os objetivos propostos”.

Segundo o Decreto 11.754/2023, o projeto deve promover a diversidade, a equidade e a inclusão. Também prevê “a capacitação de jovens no ensino superior, por meio da concessão de bolsas a alunos oriundos de feiras de ciências, olimpíadas científicas e projetos de popularização da ciência e educação científica”.

Entre as ações, estão previstos eventos e processos permanentes de popularização da ciência, como mostras e feiras científicas. O programa também deve pôr em prática concursos, hackathons e olimpíadas científicas.

Como exemplo, o governo indica que realizará, anualmente, o “Hackathon contra Desinformação”, ação cujo objetivo é combater informações falsas veiculadas na internet.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10673