Pix Saque e Pix Troco são mais utilizados no interior

Em dois meses de operação, mais de 43 mil pessoas já usaram os serviços. Total de transações é de 71,7 mil, 73% em cidades do interior.
Pix Saque e Pix Troco são mais utilizados no interior - Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

O Pix Saque e o Pix Troco, disponibilizados no fim do ano passado pelo Banco Central, já foram utilizados por mais de 43 mil pessoas em 3.339 municípios do país. O total de transações chegou a 71,7 mil – 70,1 mil relativas ao Pix Saque e 1,6 mil, ao Pix Troco. As informações dizem respeito aos primeiros dois meses de funcionamento dos serviços e levam em conta as operações feitas até 31 de janeiro, segundo dados divulgados pela autoridade monetária.

Os números mostram ainda que 73% das retiradas de dinheiro por meio do Pix foram feitas em cidades do interior do país. Tanto que, dos 10 municípios que mais tiveram operações do Pix Saque e do Pix Troco no período, cinco são do interior: Caxias do Sul, Canoas, Viamão, Gravataí e São Leopoldo, todos no Rio Grande do Sul. A cidade que teve mais transações do Pix Saque e do Pix Troco até 31 de janeiro, no entanto, é uma capital: a também gaúcha Porto Alegre.

O serviço de retirada de dinheiro em espécie por meio do Pix está disponível em mais de 36 mil pontos de atendimento, entre correspondentes bancários, caixas eletrônicos compartilhados e estabelecimentos comerciais.

Benefícios

Segundo nota do BC, a principal vantagem de agregar o serviço ao comércio é a redução de custos com a gestão do dinheiro em espécie. “A partir da demanda pela retirada de dinheiro, os recursos disponíveis em caixa serão equilibrados, reduzindo a necessidade de realizar sangrias (retiradas não programadas de dinheiro disponível no caixa) e depósitos ao longo do dia, diminuindo os riscos inerentes a manter altos valores em caixa ou transportar os recursos”, explicou.

A flexibilidade do modelo facilita bastante a operação, adequando-se aos mais variados negócios. Por exemplo, uma padaria pode definir que irá disponibilizar a retirada de recursos em espécie em dias úteis e aos sábados, das 14h às 18h, para transações de até R$ 100, em múltiplos de R$ 10, enquanto uma grande rede de supermercado ou um posto de gasolina pode optar por disponibilizar transações de saque todos os dias, das 8h às 22h, para transações de até R$ 500, em múltiplos de R$ 5.

Para o estabelecimento comercial que disponibilizar o Pix Saque e o Pix Troco, haverá o recebimento de um valor que pode variar de R$ 0,25 a R$ 1,00 por transação, a depender da negociação com a instituição que contratar para facilitar o serviço. O repasse aos agentes de saque será realizado até o 15º dia útil de cada mês, referente ao serviço prestado no mês imediatamente anterior.

Já para a população, o benefício é poder contar com mais uma opção de saque, tornando mais fácil a obtenção de dinheiro em espécie quando necessário.

(com assessoria)

Avatar photo

Redação DMI

Artigos: 1771