Oi emite R$ 2,5 bilhões de debêntures com garantia firme

Com prazo de dois anos, os papeis irão remunerar em dólar, mais juros de 12,66% no primeiro ano e juros de 13,61% no segundo ano.

Fato relevante divulgado hoje, 23 de dezembro, pela Oi, informa que a operadora móvel lançou R$ 2,5 bilhões de debêntures, com garantias firmes, com prazo de 24 meses para o vencimento.

A remuneração se dará pela variação do dólar norte-americano acrescida de juros de  12,66% (doze inteiros e sessenta e seis centésimos por cento) ao ano (PIK) durante os primeiros doze meses contados da primeira integralização; e 13,61% (treze inteiros e sessenta e um centésimos por cento) ao ano, a partir de então.

As debêntures contarão com garantias reais e fidejussórias da Oi Móvel e da Tele Norte Leste, sua controladora.

A emissão não foi feita em nome da operadora fixa Oi porque a concessão é regulada pela Anatel, que teria que conceder a anuência prévia. A agência já havia indicado que não aceitaria mais um endividamento da concessionária.

Conforme o fato relevante, as debêntures não foram e não serão registradas de acordo com a Lei de Valores Mobiliários do Estados Unidos da América,e não poderão ser ofertadas ou vendidas nos Estados Unidos sem o registro.

Unitel

A venda da Unitel, operadora de Angola, cujos recursos são maiores do que a emissão desses papeis estava sendo aguardada para ser concretizada ainda em 2019.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10514