Mercado financeiro projeta queda na inflação de 2022 e 2023

A projeção da inflação para 2022 ficou em 6,70% e, para 2023, passou de 5,33% para 5,30%. Nos dois casos, acima da meta prevista.
Mercado financeiro projeta queda na inflação de 2022 e 2023 - Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

Pela nona semana consecutiva, o mercado financeiro projeta para baixo a inflação de 2022, passando de 6,82% na semana passada para 6,70%. Há um mês, a projeção do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país, era de 7,15%.

Os dados são do Boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira, 29, pelo Banco Central. As informações foram colhidas na semana passada, em pesquisa com mais de 100 instituições financeiras.

Para 2023, as expectativas dos economistas entrevistados pela autoridade monetária também tiveram queda pela segunda semana, passando de 5,33% para 5,30%. Para 2024, a projeção para o IPCA ficou em 3,41¨%.

A projeção para a inflação em 2022 se mantém acima da meta estipulada pelo Conselho Monetária Nacional (CMN), que tem como centro 3,5%, podendo chegar a 5% com o intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual.

Para 2023 e 2024, as metas do CMN são de 3,25% e 3%, respectivamente, com o mesmo intervalo de tolerância.

Produto Interno Bruto

O mercado financeiro projeta alta para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) também pela nona semana consecutiva. A expectativa desta semana é de crescimento de 2,10% para o PIB em 2022, ante 2,02% da semana anterior. Há um mês, o mercado previa o crescimento do PIB neste ano em 1,97%.

Para 2023, no entanto, as expectativas para a atividade econômica do país tiveram queda, passando de 0,39% para 0,37%. Para 2024, a previsão para o crescimento do PIB foi mantida em 1,80%.

Taxa de juros

A expectativa do mercado financeiro para a taxa básica de juros, a Selic, permanece em 13,75% para o fim de 2022 pela décima semana. Para 2023, a perspectiva ficou em 11%. Em 2024, a projeção dos juros permanece em 8%.

Câmbio

Tudo igual também para a previsão projetada para o dólar, que foi mantida em R$ 5,20 para 2022 e 2023. Para 2024, a perspectiva é que a cotação do dólar feche o ano em R$ 5,10.

Avatar photo

Redação DMI

Artigos: 1785