MCTI investe R$ 27,8 milhões em projetos que incluem IoT e Indústria 4.0

Iniciativas beneficiadas serão elaboradas por centros de pesquisa. Expectativa é de gerar R$ 75 milhões após desenvolvimento.
MCTI e EMBRAPII seleciona centros de pesquisa para elaborar projetos para inovação da indústria (Foto: Neila Rocha/MCTI)

O Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovações (MCTI) destinará R$ 27,8 milhões a projetos de inovação da indústria nacional. A iniciativa ocorre em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII).

De acordo com a pasta, os projetos serão desenvolvidos por oito centros de pesquisa que ingressam no ecossistema de Unidades EMBRAPII, após processo seletivo (saiba mais abaixo). A expectativa é de que haja um retorno de R$ 75 milhões em investimentos.

Os centros vão atuar nas áreas de Internet das Coisas (IoT), Manufatura 4.0, Tecnologias 3D; Biotecnologia aplicada à Micropropagação de Culturas Vegetais e Processos Metalúrgicos Extrativos e Biotecnológicos.

Estão previstas soluções como aplicações inteligentes em nuvem; análise avançada de dados de produção industrial; sistemas e equipamentos digitais para integração da manufatura; sistema de inteligência de dados da manufatura; identificação, rastreamento e sensoriamento; digitalização, automação e produção inteligente e projeto de dispositivos de ponta e borda para IoT.

As novas unidades foram divididas pelo ramo de atuação, da seguinte forma:

IoT e Manufatura 4.0:

  • Instituto Metrópole Digital/UFRN, de Natal (RN);
  • Associação do Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI-TEC), de São Paulo;
  • Instituto Atlântico, de Fortaleza (CE);
  • Fundação para Inovações Tecnológicas (FITec), de Campinas (SP) e
  • Centro de Pesquisas Avançadas Wernher von Braun,  de Campinas (SP).

Tecnologias 3D:

  • Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer, de Campinas (SP).

Biotecnologia:

  • Centro de Tecnologias Estratégicas do Nordeste (CETENE), de Recife (PE) e
  • Centro de Tecnologia Mineral (CETEM), do Rio de Janeiro (RJ).

Processo seletivo

O credenciamento dos centros ocorreu por meio de duas chamadas públicas. Os candidatos tiveram que demonstrar que tinham experiência no desenvolvimento de projetos de PD&I na área temática da chamada, em parceria com a indústria. Ao todo, a pasta recebeu 33 propostas.

Com informações da assessoria de imprensa

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10412