Liberação do espectro do 5G nas capitais termina em outubro

Na reunião desta quarta-feira, o Gaispi aprovou a liberação da faixa de 3,5 GHz para ativação do 5G nas capitais Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), São Luís (MA), Maceió (AL), Teresina (PI), Aracaju (SE) e Boa Vista (RR). Com isso, faltam quase todas as capitais da região Norte: Manaus (AM), Belém (PA), Macapá (AP), Rio Branco (AC), Porto Velho (RO).

Celular 5g (Crédit: Freepik) - Mais capitais recebem o 5G

A Siga Antenado – EAF trouxe para a reunião do Gaispi desta quarta-feira, 14, boas notícias para quem anseia por navegar em redes de quinta geração ativadas na frequência de 3,5 GHz. A entidade responsável pela limpeza da faixa concluiu testes que comprovaram a viabilidade de ligação em Belém (PA) e Manaus (AM). Com isso, a expectativa no grupo é de que o sinal 5G está pronto para uso em todas as capitais do Brasil ainda em outubro.

Em Belém e Manaus havia preocupação com novos atrasos em razão da existência de estações master de serviços satelitais. Em Belém, a estação é da Embratel e fica no distrito de Mosqueiro. Os testes indicaram que é possível liberar a frequência na capital, conservando uma distância mínima de 22 Km entre a estação FSS e as estações radiobase de quinta geração, sem necessidade de uso de filtros.

Nenhuma operadora planeja, até o momento, ligar o 5G no distrito por enquanto. Entende-se que será necessário o uso de filtro no futuro, quando houver o adensamento da rede.

Em Manaus a situação é mais delicada porque a estação master FSS fica em região central da cidade, mas o exemplo de Belém trouxe a confiança de que há solução.

Segundo o conselheiro Moisés Moreira, presidente do grupo da Anatel que supervisiona a limpeza dos 3,5 GHz (Gaispi), esses resultados descartam a necessidade de adiar a liberação do 5G nestas capitais outra vez.

“A previsão que temos agora é de que não vai ser necessário pedir nova prorrogação ao Conselho Diretor. Todas as capitais terão o espectro liberado até o dia 28 de outubro”, afirma Moisés Moreira ao Tele.Síntese.

Cidades liberadas no dia 19 de setembro

Na reunião desta quarta-feira, o Gaispi aprovou a liberação da faixa de 3,5 GHz para ativação do 5G nas capitais Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), São Luís (MA), Maceió (AL), Teresina (PI), Aracaju (SE) e Boa Vista (RR).

Com isso, falta definir datas para quase toda a região Norte: Manaus (AM), Belém (PA), Macapá (AP), Rio Branco (AC), Porto Velho (RO).

Em Brasília (DF), São Paulo (SP), Porto Alegre (RS), João Pessoa (PB), Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ), Espírito Santo (ES), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), Belo Horizonte (BH), Natal (RN), Fortaleza (CE), Recife (PE) e Palmas (TO) o serviço 5G em 3,5 GHz já foi ativado pelas operadoras Claro, TIM e Vivo.

Instalação de kits para beneficiários do CadÚnico

Um item da pauta de hoje ficou para a próxima reunião ordinária do Gaispi, que acontece na primeira semana de outubro: a mudança dos prazos para solicitação e instalação dos kits de parabólicas digitais por parte dos beneficiários do CadÚnico.

A EAF vem trabalhando com o prazo de 90 dias a partir do início das campanhas de comunicação locais. Passado o período, não haverá mais equipes dedicadas à instalação nas cidades.

Segundo Moreira, a próxima reunião coincide com o final do prazo para Brasília, primeira capital onde o 3,5 GHz foi ativado, em julho. Com números do desempenho de lá será possível analisar melhor a necessidade ou não de manter instaladores a postos.

“Como a demanda tem sido baixa, consideramos permitir que os beneficiários solicitem a instalação depois do prazo. Quem solicitar depois vai ser atendido, mas não com a urgência atual em função dos custos envolvidos em manter equipes de prontidão”, sugere o conselheiro.

Serviço

A EAF começou ontem as campanhas de comunicação para instalação dos kits de parabólicas digitais em Macapá (AP), Porto Velho (RO) e Rio Branco (AC), além das capitais que terão o sinal livre na segunda-feira, 19.

Para efetuar o agendamento para a instalação do kit gratuito, as famílias inscritas em programas sociais do Governo Federal e que têm antenas parabólicas tradicionais instaladas e em funcionamento devem ligar gratuitamente para o número 0800 729 2404 ou acessar o endereço eletrônico da Siga Antenado www.sigaantenado.com.br e inserir o CPF ou NIS.

Avatar photo

Rafael Bucco

Artigos: 4192