IIoT, 5G e metaverso: o que vai crescer em 2023, segundo a IEEE

Pesquisa do IEEE indica que, na percepção de diretores de TI, telecomunicações é o setor que deve ser mais impactado pelos avanços tecnológicos no ano que vem
Estudo aponta tendências na área de tecnologia para 2023
Pesquisa do IEEE aponta as principais tendências de tecnologia para 2023 (crédito: Freepik)

Computação em nuvem, 5G, metaverso, veículos elétricos e Internet Industrial das Coisas (IIoT) – nesta ordem – serão as áreas mais importantes da tecnologia em 2023. Além disso, o setor de telecomunicações é o que deve ser mais impactado pelos avanços tecnológicos no ano que vem.

Isso é o que aponta a pesquisa “O Impacto da Tecnologia em 2023 e Além”, estudo feito pelo Instituto dos Engenheiros Eletrônicos e Eletricistas (IEEE) com 350 líderes globais de tecnologia nos Estados Unidos, no Reino Unido, na China, na Índia e no Brasil.

O relatório aponta que, além de telecomunicações, os setores que mais devem sentir os efeitos das inovações tecnológicas a partir do ano que vem, na visão de diretores de Tecnologia da Informação (TI), são automotivo e transporte, energia e serviços bancários e financeiros.

Especificamente sobre o Brasil, a pesquisa indica que uma área que será significativamente impactada após a mudança do calendário é a de assistência médica, ficando atrás somente dos setores automotivo e telecomunicações.

Metaverso e 5G

Uma das apostas das big techs, o metaverso deve ter experiências implementadas de diversas maneiras.

Segundo o estudo, 91% dos entrevistados afirmam que suas empresas estão adotando ativamente estratégias com tecnologias do metaverso, especialmente par reunir funcionários para treinamentos corporativos, conferências e reuniões híbridas. Além disso, 76% dos participantes declaram que de 25% a 75% de suas interações com colegas, clientes e gestores devem ser realizadas de forma virtual em 2023.

Ainda em estágio inicial, o metaverso deve ser impulsionado, principalmente, pela conectividade 5G, segundo 71% dos entrevistados. Equipamentos como headsets de realidade virtual (VR) e óculos de realidade aumentada (AR) aparecem logo em seguida, ambos com 58%.

No caso brasileiro, o relatório da IEEE mostra que as áreas que devem dominar a tecnologia no próximo ano serão justamente 5G (66%), metaverso (62%) e realidade aumentada (38%).

Do ponto de vista global, o estudo destaca que a quinta geração de internet móvel deve beneficiar, sobretudo, a automação veicular, conforme 97% dos respondentes. Na sequência, aparecem atividades como aprendizado e educação remotos (56%); telemedicina, incluindo cirurgia remota e transmissão de dados (54%); transmissão de eventos ao vivo, como de entretenimento e esportes (51%); comunicações pessoais e profissionais (49%); transporte e controle de tráfego (29%); fabricação e montagem (25%); e redução da pegada de carbono e consequente eficiência energética (23%).

Por fim, no que diz respeito à segurança cibernética, as principais preocupações são com a vulnerabilidade da nuvem (51%), funcionários que utilizam seus próprios equipamentos para trabalhar (46%) e a vulnerabilidade dos data centers (43%).

A pesquisa, realizada de 14 a 16 de setembro, entrevistou Chief Information Officers (CIOs), Chief Technology Officers (CTOs) e diretores de TI.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10673