FWA 5G: Huawei estima mais 60 milhões de usuários até 2025

Empresa acredita no potencial da tecnologia no Brasil como alternativa para driblar os gargalos na implementação de infraestrutura de telecomunicações, já que proporciona ativação mais rápida e simples que o modelo tradicional.

FWA 5G: Huawei estima mais 60 milhões de usuários até 2025

A Huawei estima um crescimento mundial de mais de 60 milhões de usuários da banda larga fixa via 5G até 2025  – a chamada tecnologia FWA (Fixed Wireless Access) 5G. Os dados foram compartilhados nesta terça-feira, 18, por Sun Baocheng, CEO da empresa no Brasil, durante apresentação no Futurecom 2022, realizado em São Paulo. 

O levantamento da Huawei aponta que há cerca de 3 milhões de usuários atualmente, mas a tecnologia ainda não é aplicada no Brasil. Baocheng defende colaborações no país em diferentes ramos. ”Precisamos de muitos parceiros de diferentes indústrias”, afirmou o CEO.

Para o executivo, a tecnologia FWA 5G é uma tendência no Brasil e no mundo já que apresenta alternativas de implementação mais simples que a banda larga comum, em fibra. “O que convencionalmente leva meses, o FWA pode ser concluído em dias ou até mesmo horas”, afirmou Baocheng. 

“Quando falamos de dificuldades na conectividade, a maioria das pessoas provavelmente só pensa em alguma área rural, mas, na verdade, em algumas áreas urbanas, principalmente no Brasil, é muito difícil implantar a fibra, cabos”, observa o CEO.

Preços

Em setembro, o Diretor de Soluções Integradas da Huawei do Brasil, Carlos Roseiro, afirmou, no INOVAtic Nordeste, realizado pelo Tele.Síntese, que os equipamentos FWA já ficaram 25% mais baratos neste ano, em relação a 2021. A tendência é que estes preços continuem a baixar.

“Ano passado custavam 200 dólares, hoje já são encontrados por 150 dólares”, falou Roseiro em sua apresentação no evento.

Apesar da redução, o preço ainda não é inferior ao custo de implantação de fibra. Por isso, ele defendeu que inicialmente o modelo de negócio do FWA mire o mercado corporativo, indústrias e, principalmente, PMEs.

Avatar photo

Carolina Cruz

Repórter com trajetória em redações da Rede Globo e Grupo Cofina. Atualmente na cobertura dos Três Poderes, em Brasília, e da inovação, onde ela estiver.

Artigos: 964