5G domina a grade da Futurecom 2022

A Futurecom 2022 será palco de apresentações de casos e aplicações 5G para indústria, empresas, comércio e usuário final. Terá também debate sobre o futuro, com metaverso e 6G em pauta.
Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

A edição 2022 da Futurecom terá início na próxima semana, e promete atrair 30 mil visitantes. Dessa vez, a feira e congresso dará destaque para o que o 5G, que já está entre nós, é capaz de fazer por empresas e pelo consumidor final. O Tele.Síntese vai cobrir todos os dias desta edição.

O presidente da Anatel, Carlos Baigorri, abordará a necessidade brasileira por infraestrutura e como abrir caminho para uma implantação rápida da nova geração móvel. Deverá refletir como a quinta geração refletirá no país nos próximos anos.

O evento terá ainda Sun Baocheng e Amos Genish, respectivamente CEOs da Huawei Brasil e da V.tal participarão da plenária como Keynote Speakers.

Estão confirmados ainda Clayton Cruz, Divisional President da Amdocs; Sergio Berkierman, CEO da Winity; José Roberto Nogueira, CEO da Brisanet; Alexandre Gomes, diretor de Marketing da Embratel; José Rocha, sócio da EY e Helio Matsumoto, diretor executivo do Grupo Fleury.

O evento terá palestrantes internacionais tratando de tendências. Metaverso será pauta de Lyzbeth Cronembold, CEO da Chambers Digital, e do Head de Customer Marketing da Amdocs, Matthew Roberts.

6G em 2030

No palco do Futurecom 2022, o engenheiro brasileiro Paulo Sergio Rufino, que hoje reside em Paris, trará no dia 20, às 14h30, informações sobre o 6G, atualmente em fase de definição e discussão nas comunidades científicas.

Doutorando em 6G pela Aarhus University/ CGC da Dinamarca, Rufino é autor, em parceria com o Professor Doutor Ramjee Prasad, do livro “6G: The Road to the Future Wireless Technologies in 2030” (6G: A estrada para a futura rede sem fio em 2030), ainda sem previsão para lançamento da versão em português.

“Numa analogia, o 6G atuará como se fôssemos construir uma cidade digital, com uma estrutura extremamente inteligente, que vai possibilitar às pessoas compartilhar uma série de benefícios. O 5G é uma nova estrada que está sendo construída para se chegar a essa nova cidade. A rede 6G causará mudanças radicais em todos os aspectos da relação do homem com a tecnologia”, destaca o engenheiro.

O que empresas vão mostrar

Imagine em uma feira um caminhão de 20 toneladas com várias experiências imersivas sobre a nova tecnologia móvel, que promete revolucionar a maneira como produzimos, trabalhamos e consumimos. O 5G Truck da Huawei será uma das atrações do Futurecom 2022, que acontece de 18 a 20 de outubro no São Paulo Expo, na capital paulista.

Assim como a Huawei, a Embratel terá demonstrações com o 5G da Claro voltadas para indústrias, hospitais, escolas, agronegócio e médias e grandes empresas. A Embratel terá robôs, dispositivos de Internet das Coisas (IoT) e aplicações, inclusive de Metaverso e de Realidade Estendida, para mostrar os benefícios que a quinta geração de Internet Móvel pode proporcionar para os negócios e para toda a sociedade. Na área industrial, mostrará um robô inteligente capaz de realizar atividades de logística e ser usado com tecnologia 5G para a modernização de fábricas.

Na área médica, a empresa mostrará kits tecnológicos com câmeras para permitir o treinamento de médicos para cirurgias assistidas a distância. No segmento de educação, apresentará óculos virtuais, Metaverso e Realidade Estendida para tornar única a experiência educacional. No estande, um Robô Conectado também mostrará como podem ocorrer teleoperações em tempo real. A Embratel ainda apresentará uma estação de coleta de dados conectada com tecnologia 5G para monitoramento de ambientes críticos da indústria pesada, além de robô de teleinspeção.

A NTT DATA vai mostrar um ponto de vendas totalmente automatizado, um caso de realidade estendida para dar maior segurança a uma mineradora, e uma solução para a captura e distribuição de dados estatísticos de uma partida de futebol em tempo real.

Já o Inatel levará uma solução, feita em parceria com RNP e o MCTI, para criação de redes 5G privativas, o 5G in a Box. O equipamento é uma espécie de mini operadora capaz de criar uma rede móvel particular dentro de uma propriedade. É ideal para quem necessita de uma rede móvel privativa, com demandas especiais de segurança, desempenho e custo ou frequência de operação específica para aplicações em localidades onde o sinal das operadoras convencionais não chega, ou a clientes que desejam criar sua própria rede.

Outros grandes players do setor, como IBM, também estarão no Futurecom abordando como as tecnologias disruptivas serão fundamentais para entregar as novas capacidades e soluções do 5G, que aterrissa no mercado brasileiro já transformando diversos segmentos econômicos. Tecnologias como nuvem híbrida, IA, big data e analytics, segurança, realidade aumentada, robotização e AIoT serão os destaques da empresa no que se refere à transformação digital no setor de telecomunicações e muitos outros, direta e indiretamente.

O congresso deve receber, ao longo de três dias, quase 30 mil profissionais. A feira contará com mais de 150 expositores que trarão novidades e tendências nacionais e internacionais nas relações do mercado entre telcos, corporações e stakeholders. Marcas líderes do mercado de tecnologia já estão a postos para esta edição especial do Futurecom.

Serviço

Futurecom 2022
Quando: 18, 19 e 20 de outubro
Local: São Paulo Expo

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10387