EUA e Índia firmam parceria para semicondutores, 6G e Inteligência Artificial

Na esteira da parceria de Estado, a Micron, empresa norte-americana de chips, anunciou o investimento de US$ 825 milhões para construção de uma fábrica de semicondutores no país asiático
EUA e Índia anunciam parceria em torno de semicondutores e novas tecnologias
Produção de semicondutores faz parte do estreitamento de laços entre EUA e Índia (crédito: Freepik)

Os governos dos Estados Unidos e da Índia anunciaram, na quinta-feira, 22, um parceria tecnológica com foco na produção de semicondutores, na pesquisa de 6G e no desenvolvimento de soluções de Inteligência Artificial (IA). O aprofundamento da relação entre os dois países foi anunciado durante encontro de Estado do premiê indiano, Narendra Modi, com o presidente norte-americano, Joe Biden, em Washington.

Em comunicado, os países se propuseram a fomentar a cadeia de suprimento de chips. O governo dos Estados Unidos deve investir e incentivar a atuação de empresas norte-americanas no território indiano.

Inclusive, também na quinta-feira, a fabricante de chips Micron, como parte do acordo entre as duas nações, anunciou a construção de uma fábrica de semicondutores em Gujarate, na Índia. A companhia vai investir até US$ 825 milhões (aproximadamente R$ 4 bilhões) no projeto, que contará com apoio fiscal do governo indiano.

Vale lembrar que, recentemente, o governo da China proibiu suas empresas, especialmente dos setores de telecomunicações e financeiro, de comprar chips da fabricante norte-americana, alegando “sério risco de segurança”, em mais um capítulo da disputa comercial e tecnológica entre as duas potências.

Além da parceria em torno da produção de semicondutores, os Estados Unidos e a Índia lançaram uma força-tarefa conjunta público-privada para desenvolver e implantar sistemas Open RAN e desenvolver sistemas avançados de telecomunicações, conforme comunicado disponibilizado pela Casa Branca.

“Este trabalho reduzirá custos, aumentará a segurança e melhorará a resiliência das redes de telecomunicações”, diz trecho da nota oficial. Por meio do trabalho conjunto, os parceiros esperam “lançar implantações de Open RAN em ambos os países para demonstrar a escalabilidade dessa tecnologia para aumentar sua competitividade nos mercados internacionais”.

Outros tratos para tecnologias críticas também foram celebrados. “A Índia e os Estados Unidos assinaram um acordo de implantação para apoiar ainda mais a pesquisa conjunta sobre [tecnologia] quântica, Inteligência Artificial (IA) e tecnologias sem fio avançadas”, anunciaram os governos.

Avatar photo

Eduardo Vasconcelos

Jornalista e Economista

Artigos: 733