Estudo diz que mundo vai acessar 9,5 bilhões de mensagens de bots em 2026

Pesquisa da Juniper indica que o número total de aplicativos de mensagens de chatbot acessados ​​globalmente vai quase triplicar, nos próximos quatro anos
Crédito: divulgação
Crédito: divulgação

Um novo estudo da Juniper Research indica que o número total de aplicativos de mensagens de bots acessados ​​globalmente aumentará de 3,5 bilhões, em 2022, para 9,5 bilhões, em 2026. O  crescimento de 169% será impulsionado pela crescente adoção de estratégias de omnichannel por players de comércio eletrônico e a crescente integração de chatbots em plataformas de mensagens.

Denominada “Chatbots: Sector Analysis, Competitor Leaderboard & Market Forecasts 2022-2026”, a pesquisa avaliou vários canais de chatbot, incluindo navegadores de internet, aplicativos de mensagens e mensagens RCS. Uma das descobertas do estudo é que os gastos de varejo com aplicativos de bots serão responsáveis ​​por mais de 50% dos gastos globais de varejo com chatbot até 2026.

A previsão é que o rápido desenvolvimento de funcionalidades de aplicativos de mensagens atrairá varejistas online de alto valor para aplicativos de mensagens chatbot em canais concorrentes.

Há dois anos, pesquisa da Juniper indicava que o mercado mundial de chatbots, na seção de atendimento ao cliente, cresceria cerca de 30% ao ano, de 2020 a 2026.

Parcerias

A pesquisa recomenda que os desenvolvedores de chatbot formem parcerias estratégicas com fornecedores de CPaaS (Communication Platform-as-a-Service) para expandir o alcance de seus serviços. As parcerias permitiriam também oferecer soluções compatíveis para empresas que exploram novos canais de mensagens, incluindo aplicativos de mensagens e RCS (Rich Communication Services). ).

Além disso, os fornecedores devem desenvolver seus chatbots para integração com assistentes de voz para capitalizar o crescimento de alto-falantes inteligentes em casa, como Amazon Echo e Google Home.

Segundo a Juniper, ao implementar esses recursos de voz, os fornecedores de chatbots podem maximizar a proposta de valor incentivando o comércio conversacional conduzido por voz.

O papel da China

De acordo com o relatório, o gasto total com aplicativos de mensagens de chatbot na China ultrapassará US$ 21 bilhões até 2026. Aplicativos como o WeChat fornecerão uma estrutura definitiva para chatbots com a marca de cada varejista.

O estudo sugere que os fornecedores de chatbots fora da China emulem essa estrutura para impulsionar ainda mais a adoção de chatbots. Com isso, ofereceriam serviços, incluindo recursos de pagamento, mídia social e rich media.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10568