Elo fecha com nuvem da Microsoft para a “reivenção tech”

Com essa iniciativa, a Elo pretende buscar novas fontes de receitas para além das operações financeiras.
Eduardo Merighi, CTO da Elo. Foto: Divulgação
Eduardo Merighi, CTO da Elo. Foto: Divulgação

A Elo fechou contrato para usar a nuvem da Microsoft  e  serviços da Avanade, para conquistar um novo padrão de time-to-market – ciclo de concepção, estratégia e oferta de produtos. Hoje, a companhia administra mais de 43 milhões de cartões ativos e mais de 4,5 bilhões de transações financeiras, em média, por ano.

A nuvem da Microsoft  será protagonista nessa nova fase da empresa de crédito, com o suporte de integração da Avanade . “Essa jornada será um ponto de virada em nossa governança de TI, Infraestrutura e soluções em nuvem, o aspecto fundamental deste novo passo”, afirma Eduardo Merighi, CTO da Elo.  “Estamos em movimento de reinvenção tech e ampliação de frentes de negócio: dados, consultoria e fomento à inovação, que serão parte indissociável de nosso core business”, completa.

Com essa iniciativa, a Elo pretende buscar novas fontes de receitas para além das operações financeiras e um forte time de gestão das três empresas foi formado, para garantir que as estratégias de migração para a nuvem estejam alinhadas e possibilitem uma alavancagem de negócios e da experiência do usuário.

“Essa parceria estratégica catalizada pelas forças da nuvem Microsoft, a expertise consultiva da Avanade e a visão estratégica da Elo se transforma em uma oportunidade única para acelerar o time-to-market da empresa. Com ela, trazemos maior eficiência habilitada pela nuvem, criando alavancas de valor de negócio que ampliam a inovação em produtos e serviços e, assim, melhoram a experiência dos clientes e parceiros da Elo”, comenta Fabio Hasegawa, presidente da Avanade Brasil.

“A gente quer fugir do lugar-comum e ter mais experimentação, agilidade, segurança e parceiros de alto nível – como a Microsoft e Avanade – que vão nos reposicionar nas brechas de mercado mais inteligentes e realmente acessíveis ao nosso modelo de negócios”, analisa o CTO da Elo.

Investimentos

Dentre as prioridades de investimento, gestão e metodologia da Elo em 2023 estão a formação de pessoas, atração de jovens talentos, fomento à liderança feminina para as cadeiras do core tecnológico (hoje supera 60% do quadro) e um renovado setor de Customer Experience (CX). Para isso, está investindo fortemente em serviços, produtos e projetos personalizados (consultoria de dados, por exemplo) para todo o mercado.

“Nosso objetivo é apoiar a Elo em sua jornada de transformação e estamos entusiasmados por sermos o provedor de nuvem que irá viabilizar esse processo alinhado à experiência consultiva da Avanade. A Microsoft Azure é uma plataforma de nuvem segura, compatível e escalável o que permitirá a Elo a avançar em suas principais prioridades de negócios com seu ecossistema”, afirma Júlio Gomes, vice-presidente de Serviços Financeiros da Microsoft Brasil.

“Queremos participar de outros momentos da experiência de nossos clientes, que antecedem e melhoram o ato final da compra, onde já temos expertise e reconhecimento nacional com os negócios do core de cartões”, finaliza o CTO da ELO.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10695