EAF conclui três das seis infovias do Norte Conectado ainda em 2023

As três infovias do Norte Conectado que ficam prontas em 2023 ligam cidades de Amazonas, Pará, Amapá e Roraima

A EAF, entidade criada pelas operadoras Claro, TIM e Vivo para atender obrigações do leilão 5G de 2021, pretende entregar metade dos compromissos de construção de infovias do Norte Conectado ainda neste ano de 2023.

A entidade já adquiriu os cabos ópticos, que serão entregues até agosto pela chinesa ZTT. Segundo o COO da organização, Antonio Parrini, a produção e entrega dos cabos é o processo mais complexo. “Nossa equipe já está na Ásia para receber os cabos”, disse.

Serão entregues até o final do ano as rotas subfluviais de Tefé (AM) até Atalaia do Norte (AM); Belém (PA) até Macapá (AP), Novo Airão (AM) até Boa Vista (RR). O dinheiro empenhado até o momento, para estes três trechos, é de R$ 287 milhões. O dinheiro para construção das seis infovias é de R$ 1,34 bilhão.

Os cabos subaquáticos somam 2,3 mil quilômetros, e há também 450 km de cabos ópticos terrestres. As três infovias (02, 03 e 04) fazem parte do programa Norte Conectado, que construirá oito infovias com 12 mil quilômetros de extensão, para conectar 59 municípios

O executivo disse que as demais infovias ficam prontas em 2024.

Rede privativa aguarda definição

Ao participar nesta terça-feira, 18, do evento Teletimetec, do site Teletime, Parrini falou também da rede privativa de segurança nacional, outra obrigação assumida pelas operadoras nacionais no leilão 5G.

Segundo ele, os trabalhos ainda não começaram. A EAF aguarda a definição de escopo por parte do Ministério das Comunicações.

“Precisamos saber o tamanho dessa rede fixa federal e de celular em Brasília. Na semana que vem, terá reunião do GT de redes privativas [do Gaispi]. Assim que soubermos o escopo, vamos fazer a RFP [requisição por propostas] e iniciar o projeto”, falou.

Pela ideia original do projeto, ainda da época do leilão, a rede teria 6 mil pontos de acesso em fibra em todo o país, além da rede privativa móvel em 700 MHz no Distrito Federal.

Cidades com sinal 5G

Parrini contou também que até o fim de julho a EAF pretende liberar o espectro de 3,5 GHz em mais 910 cidades de todos os portes do Brasil, outra das obrigações assumidas pelas teles no leilão 5G. Ele contou que a lista das cidades foi decidida em comum acordo com Anatel, operadoras nacionais e regionais.

Em todas há o trabalho de migração de usuários de parabólicas para a banda Ku. Até o momento, a demanda dos beneficiados por esta política pública, que atinge apenas famílias inscritas no Cadastro Único do Governo Federal, está abaixo do previsto. Foram instaladas 170 mil antenas digitais Ku pela EAF (Siga Antenado), para uma estimativa original de mais de 400 mil.

“Estamos inferindo que as pessoas não está aderindo por conta do sucesso da TV Digital terrestre”, falou.

Avatar photo

Rafael Bucco

Artigos: 4197