Crédito com garantia de veículo cresce 48%

Modalidade é uma alternativa para pessoas que desejam ter acesso a um crédito com menores taxas de juros e maior tempo para pagar, diz pesquisa.
Busca por crédito com garantia de veículo cresce 48%-credito-Freepik
Credito: Freepick

A busca pelo crédito com garantia de veículo no Brasil, entre janeiro e maio de 2022, foi voltada principalmente para pagamento de dívidas (27%), seguido por investimento no próprio negócio (17%) e reformas (13%), segundo levantamento realizado pela Creditas. A fintech também registrou um aumento de 48,7% na procura pela categoria no país, se comparado ao mesmo período do ano anterior.

A modalidade, que também é conhecida como Auto Equity, é uma opção para quem busca um crédito saudável no mercado. “Os níveis de endividamento da população estão cada vez mais altos e o sonho de ter as contas em dia ou de concretizar os planos que estão no papel parece cada vez mais distante para o brasileiro”, afirma Luana Bichuetti, VP de Auto Equity da Creditas.

O crédito com garantia de veículo, segundo ela, dá acesso a um montante por meio de um ativo a pessoa que já possui o automóvel próprio com taxas muito mais baixas e maiores prazos para pagar, além de parcelas consideravelmente menores que outras categorias de empréstimo.

No caso da Creditas, plataforma digital focada em melhorar a vida das pessoas, em todos os atendimentos coloca disponível o acompanhamento de consultores especializados em educação financeira, preparados para encontrar a melhor opção de crédito em conformidade com as necessidades de cada cliente. A fintech oferece créditos, em geral, na faixa de R$ 5 mil a R$ 150 mil, com juros a partir de 1,49% ao mês e em até 60 meses para pagar.

A Creditas opera com três frentes de ecossistemas – automobilístico, imobiliário e benefícios – com uma oferta de produtos e serviços e seguros digitais. A fintech já recebeu aportes de fundos de capital de risco internacionais, que somam mais de US$ 829 milhões e foi reconhecida pelos rankings KPMG, Business Insider e Glassdoor como uma das fintechs mais promissoras do mundo.

(Com assessoria)

Avatar photo

Redação DMI

Artigos: 1794