Claro será primeira operadora a ter app de mobile learning da FS

Aplicativo "Ensina" traz cursos de curta duração e será lançado também com marca própria no varejo online e físico.

ensina-fs-mwc-2017Barcelona – A Claro será a primeira operadora a revender o app Ensina, da FS. A operadora adotará o modelo de revenue share com a desenvolvedora. O preço do serviço será de R$ 9,90, e estará disponível a partir de abril. O anúncio foi feito na segunda-feira, 27, durante o MWC 2017.

De acordo com David Carvalho, vice-presidente da FS, todas as outras operadoras brasileiras também vão ter o aplicativo em seus portfólios de serviços de valor adicionado. Ao mesmo tempo, a FS vai vender assinaturas do serviço com marca própria, Ensina by FS, nas lojas de aplicativos do Android e iOS, através cartões em vending machines, nas lojas da Fas Shop, e Fnac.

O Ensina é a grande aposta do ano para a desenvolvedora. Criado ao longo de 2017, levou um time de brasileiros para criar o sistema no Vale do Silício. “O sistema foi desenvolvido do zero, pois as plataformas existentes não atendiam as necessidades que identificamos em pesquisas”, explica o executivo.

A ferramenta traz uma série de cursos de curta duração, sobre Culinária, Direito, Estilo de Vida, Beleza e Estética, Gestão e Negócios, Tecnologia e Desenvolvimento Pessoal. Os cursos são compostos por pequenos vídeos com duração de dois a seis minutos. “A duração atende às necessidade de quem fará as aulas usando dispositivos móveis. Os vídeos podem ser assistidos tanto online como offline. Também serão feitos testes para exercitar o que foi aprendido. Os usuários receberão um certificado após a conclusão do curso”, detalha Gláucia Miyazaki, head de produtos da FS. Todos os cursos são desenvolvidos por um time multidisciplinar, que tem inclusive pedagogos para garantir que o ensino seja eficiente.

Conforme Carvalho, o produto mira os usuários de planos pós-pagos que buscam cursos livres, mas que há a intenção de trazer para a plataforma cursos certificados pelo MEC. “Por enquanto, o certificado é de participação, que tem a função de engajamento do usuários nas comunidades, algo que identificamos como desejado em nossas pesquisas. Mas temos já um roadmap de fazer cursos com validação do Ministério da Educação”, diz o executivo.

A FS terminou 2016 com contrato com todas as quatro maiores operadoras do Brasil, onde cerca de 36 milhões de clientes usam seus aplicativos, a maioria desenvolvido sob o formato white-label, em que o serviço leva a marca da operadora. Também inaugurou escritórios no Chile, México e Argentina.

*O repórter viajou a Barcelona a convite da FS

Avatar photo

Rafael Bucco

Artigos: 4159