Claro e EuTV na disputa pelo MVNO dos Correios. Licitação é suspensa.

Os Correios querem no mínimo R$ 282 milhões da empresa que ganhar a disputa.

A licitação de MVNO da Empresa de Correios e Telégrados (ECT), cujo preço mínimo é de R$ 282 milhões, contou com duas interessadas: a Claro e a estreante EuTV (ela própria uma MVNO que atua na rede da TIM).

As duas empresas foram classificadas pela comissão de licitação dos Correios, mas o processo foi paralisado, informou a assessoria de imprensa, porque a Claro avisou que ia entrar com recurso contra a classificação da rival. São cinco dias úteis para a apresentação de recurso.

A EuTV, comprou recentemente a frequência de 2,1 GHz da região metropolitana de São Paulo em TDD colocada à venda pela Anatel com uma oferta 30 vezes maior do que o preço mínimo estipulado. Com a marca fantasia Surf, ela é dirigida por Yon Moreira da Silva, com longa trajetória no setor.

Na primeira tentativa de licitação,  apenas duas operadoras tinham se apresentado: a Vivo e a Claro. A Vivo, dessa vez, não compareceu.

Avatar photo

Miriam Aquino

Jornalista há mais de 30 anos, é diretora da Momento Editorial e responsável pela sucursal de Brasília. Especializou-se nas áreas de telecomunicações e de Tecnologia da Informação, e tem ampla experiência no acompanhamento de políticas públicas e dos assuntos regulatórios.
[email protected]

Artigos: 2187