Cidade inteligente certificada pela ABNT

São José dos Campos passou por um processo rigoroso, que levou em consideração 276 indicadores de três normas em setores como serviços urbanos, qualidade de vida e práticas sustentáveis.
Lincoln Oliveira, CEO da Americanet./Crédito: Tele.Síntese
Lincoln Oliveira, CEO da Americanet, recebe prêmio pelo modelo de cidade inteligente certificada desenvolvida em São José dos Campos (SP)

CIDADE INTELIGENTE

1º Lugar

Categoria Operadoras Regionais

Empresa: Americanet

 

[O Tele.Síntese publica ao longo das próximas semanas as reportagens publicadas no Anuário Tele.Síntese de Inovação 2022, editado no final do ano passado e que pode ser baixado na íntegra e gratuitamente aqui]

São José dos Campos (SP) é a primeira e única Smart City no Brasil certificada pela ABNT (em 13/06/2022), com base nas três normas internacionais NBR ISO regulamentadas pelo World Council on City Data, instituição ligada à ONU. A cidade passou por um processo rigoroso, que levou em consideração 276 indicadores de três normas em setores como serviços urbanos, qualidade de vida e práticas sustentáveis.

A certificação Smart City do Brasil pode ajudar as cidades a atrair investimentos e impulsionar o desenvolvimento econômico com dados comparativos globais, medir o desenvolvimento urbano sustentável, informar os investimentos em infraestrutura com resultados mensuráveis, medir a gestão de desempenho de serviços urbanos e qualidade de vida ao longo do tempo, facilitando a troca de informações e projetos.

A operadora regional venceu a licitação em 2019 e começou a implementação em 2020. Com o projeto de cidade inteligente certificada, São José conta com todas as unidades da prefeitura interligadas por meio de uma rede inteligente com tecnologias para oferecer dados e análises que melhoram a gestão. São mais de mil câmeras analíticas, semáforos inteligentes, 839 escolas conectadas e 229 pontos de Wi-Fi públicos conectados no Centro de Segurança Integrada, de onde é possível fazer buscas detalhadas facilmente pelo software.

“É uma cidade que está praticamente 100% monitorada. Os controles semafóricos melhoraram o controle do fluxo de transporte e de trânsito. A interação entre alunos e professores das escolas públicas aumentou e houve melhoria no acesso às informações no sistema de saúde para médicos e pacientes”, destaca Luiz Pelosini, vice-presidente da Americanet.

O sistema capta informações e imagens, classifica, indexa e torna possível realizar buscas inteligentes por palavras-chave, otimizando tempo e recursos. Ao colocar a mesma tecnologia a serviço de todas as Secretarias da Prefeitura, o sistema traz informações personalizadas que auxiliam na definição de estratégias e decisões.

O novo Centro de Segurança e Inteligência conta com câmeras inteligentes com reconhecimento facial, alerta de situação, interligação semafórica e leitura de 3 milhões de placas por meio de OCR. O sistema está interligado, em tempo real, com as bases da Polícia Militar e do COI.

“Implantamos um painel com telões que gerencia as câmeras. O índice de criminalidade reduziu bastante devido a esse monitoramento. O contrato foi de R$ 40 milhões e já investimos mais de R$ 20 milhões no projeto, que prevê uma economia de R$ 53 milhões à prefeitura, em quatro anos”, ressalta o vice-presidente da Americanet. (Carmen Nery)

Avatar photo

Colaborador

Artigos: 340