CEO da Baidu quer fazer China avançar em carros autônomos

A China precisa de novas regulamentações e subsídios financeiros para acelerar o desenvolvimento de carros autônomos, segundo o CEO da Baidu, o maior motor de busca do país.

Robin-Li_BaiduO executivo-chefe da Baidu Inc., Robin Li, cuja empresa está competindo com a Uber Technologies Inc. e o Waymo da Alphabet Inc. na comercialização da tecnologia de autocondução, quer que Pequim assuma a liderança na mobilização de empresas chinesas para colaborar no desenvolvimento e pesquisa de carros autônomos e elaborar um marco regulatório para o setor. Sua proposta de acordo com a Bloomberg, foi incluída entre outras sugestões que será apresentada em uma reunião de reguladores esta semana.

A China, que abriga o maior mercado automotivo do mundo, estabeleceu como meta que 10% a 20% dos veículos sejam altamente autônomos em 2025 e que 10% dos carros sejam totalmente auto-dirigidos em 2030. Mas Li defende que Pequim tenha um engajamento maior no desenvolvimento da tecnologia.

“Principais países em desenvolvimento estão adotando uma série de medidas para apoiar a investigação e testes de condução autônoma”, disse o CEO da Baidu, em documento com suas sugestões. “Mas a maioria das leis e políticas do nosso país simplesmente não é adequada para o desenvolvimento de carros auto-dirigidos”, afirma ele. (Com noticiário internacional)

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10491