Cabo submarino que liga Argentina e Brasil usará sistema óptico da Xtera

Fornecedora equipará ramal do Seabras-1 com repetidores de sinal. Cabo terá quatro pares de fibra e 48 Tbps de capacidade de transporte.

Seabras-ARBR-Overview-1

O ARBR, ramal do cabo submarino Seabras e que ligará o Brasil à Argentina, usará sistema óptico, inclusive repetidores subaquáticos, fornecidos pela fabricante Xtera. Este trecho do cabo terá 2,7 mil km de extensão, quatro pares de fibra e capacidade de transporte de 48 Tbps.

O conjunto formado por ARBR e Seabras-1 fará uma conexão direta entre Argentina e Estados Unidos. O Seabras, por sua vez, já está operacional e ligará o Brasil à América do Norte. O valor do contrato não foi revelado. A construção do cabo custará cerca de US$ 75 milhões, divididos entre Seaborn e o grupo argentino Wherthein. A previsão é de que a obra seja concluída ainda este ano.

Atualização – A Seaborn informa que a construção do cabo terá início este ano, mas o equipamento só deve entrar em operação na primeira metade de 2019.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10597