Big techs e BID anunciam ações para conectividade em agenda da ONU

GSOA prevê dobrar cobertura satelital até 2030. BID lança plataforma para investidores. Microsoft prioriza África em projeto que leva internet de alta velocidade. Veja estes e outros projetos.
Big techs e BID anunciam ações para conectividade em agenda da ONU | Foto: Loey Felipe/ONU
Big techs citam projetos alinhados à agenda da ONU durante SDG Digital Summit | Foto: Loey Felipe/ONU

A Cúpula dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas (ONU), recebeu compromissos do setor privado para a ampliação da conectividade nesta segunda-feira, 18, durante o encontro que reúne países na sede da instituição em Nova York (EUA). São previstas contribuições de big techs e bancos internacionais.

Os compromissos incluem a aliança Partner2Connect, plataforma voltada para expandir o acesso à internet, que arrecadou mais de US$ 32 bilhões desde seu lançamento, em 2022.

Veja alguns dos principais projetos anunciados no encontro desta semana:

  • Conexão via satélite

A Associação Global de Operadores de Satélite (GSOA – Global Satellite Operators Association – antiga Associação de Operadores de Satélite da EMEA, ESOA), firmou compromisso de dobrar a cobertura satelital em áreas habitadas, chegando a beneficiar pelo menos 500 milhões de pessoas até 2030. A previsão é de investir mais de US$ 250 bilhões neste período.

  • ConectaLAC

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em parceria com outras instituições de desenvolvimento, anunciou soluções financeiras de mitigação de risco em nível nacional e regional para financiar ativos de infraestrutura digital, incluindo: backbone, data centers, cabos submarinos e satélites.

Uma das ferramentas é o ConectaLAC, voltada para investidores e gestores públicos, que possibilita o mapeamento de conectividade digital em 26 países da América Latina e do Caribe para identificar as oportunidades para aplicação de recursos com maior impacto de desenvolvimento.

  • Infraestrutura em países menos desenvolvidos

A ZTE renovou compromisso de construir anualmente uma infraestrutura de rede de TIC no valor de 400 milhões de dólares para os países em desenvolvimento ou menos desenvolvidos (LDC, LLDC e SIDS) até 2025.

A Microsoft busca ampliar o acesso à internet de alta velocidade a 250 milhões de pessoas em comunidades sem conexão ou com rede insuficiente até ao final de 2025, sendo 100 milhões delas em países africanos. A empresa fará parceria com o Estado e operadoras de internet e energia para implementar o projeto.

  • Inteligência Artificial

O Google anunciou US$ 25 milhões em subvenções para 15 projetos de IA como parte do seu Desafio de Impacto dos Objetivos Globais na IA para os ODS, incluindo no Quênia, África do Sul, Filipinas e Índia.

  • Capacitação

A operadora norueguesa Telenor pretende capacitar 3 milhões de pessoas em habilidades digitais até 2025.

A Millicom, com atuação na América Latina, pretende formar 99 mil mulheres em 2023 e mais 100 mil em 2024.

Com informações da UIT

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10491