AT&T cresce no Brasil em 2017

Sky registrou aumento de assinantes. Grupo controlador, AT&T registrou alta lucro líquido graças à política de corte de impostos do governo de Donald Trump, apesar da piora dos indicadores operacionais.

TeleSintese-Grafico-resultados-analise-positivo-crescendo-apresentacao-mao-pessoa-analise-cotacao-bolsa-acao-acoes-numeros-Fotolia_144496857

A AT&T, dona da Sky Brasil, anunciou hoje, 31, os resultados para o ano de 2017. A empresa cresceu em número de assinantes no país, passando a ter 5,36 milhões de usuários de TV por assinatura, um aumento de 2,1% em doze meses.

O grupo norte-americano não revela no balanço financeiro o desempenho da subsidiária local. Na América Latina, a receita no quarto trimestre do ano foi de US$ 2,2 bilhões, 16% maior que no mesmo período de 2016. Apenas em serviços de vídeo, a receita aumentou 10,3%, para US$ 1,4 bilhão na região.

Grupo

O grupo AT&T como um todo registrou receita de US$ 41,6 bilhões no quarto trimestre de 2017, uma retração de 0,4% sobre o mesmo período de 2016. No ano, o faturamento caiu 2%, para US$ 160,5 bilhões.

O lucro líquido, no entanto, aumentou. Passou de US$ 2,5 bilhões para US$ 19 bilhões no trimestre, e de US$ 13,3 bilhões para US$ 29,8 bilhões no ano. O salto nos ganhos se deveu à reforma tributária promovida pelo governo Donald Trump, nos Estados Unidos.

As despesas da operadora aumentaram, tanto no trimestre (9%), quanto no ano (14%). E o EBITDA no trimestre ficou em US$ 359 milhões, 91,5% menor que um ano antes devido a baixas contábeis.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10693