Anatel cria força tarefa para apurar a queda da qualidade do 4G

Desde outubro do ano passado, a agência começou a constatar aumento das reclamações contra o serviço móvel, que podem ser atribuídas à migração dos usuários da Oi para as demais redes. Mas a força-tarefa vai apurar em detalhes o que está acontecendo.
Anatel cria força tarefa para qualidade 4G. Crédito-freepik
Crédito: Freepick

A Anatel criou uma força tarefa para apurar a queda da qualidade no serviço móvel 4G, conforme reclamou o ministro das Comunicações, Juscelino Filho, às operadoras de celular, em reunião com a Conexis, esta semana. Segundo o superintendente- Executivo da agência, Abrãao Balbino, as reclamações contra os serviços de telefonia celular começaram a aumentar a partir de outubro do ano passado.

” Os números indicam aumento de insatisfação dos usuários e a Superintendência de Controle de Obrigações criou a força tarefa para acompanhar as empresas”, afirmou o Balbino.

Inicialmente, a Anatel atribui o aumento das reclamações  ao processo de migração dos usuários da Oi Móvel para as redes das Claro, TIM e Vivo, as operadoras que compraram as operações de celular da Oi. ” A princípio, acreditamos que os problemas estão sendo gerados devido a migração desses milhares de usuários que eram da Oi para as demais redes de celular, mas a força tarefa vai acompanhar de perto esse desempenho”, afirmou o superintendente.

Em reunião com a Conexis, entidade que representa as grandes operadoras de celular, o ministro Juscelino Filho  mencionou recentes reclamações recebidas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) referente ao 4G. E afirmou: “Quando a gente ouve que a qualidade do 5G está sendo questionada, temos o argumento de que é uma coisa nova que está sendo implantada. Mas, quando você começa a ter reclamação de que o 4G, que era bom, ficou ruim, aí é difícil de explicar”, disse Juscelino na reunião do dia 25.

Números

Os números das reclamações dos serviços de telecomunicações ainda não estão atualizados  no site da Anatel. Os últimos registros são de novembro do ano passado. Mas, conforme Abrãao, conforme números disponíveis internamente, a agência constatou crescimento das reclamações do serviço a partir de outubro do ano passado

Segundo o último relatório divulgado pela agência em referência a todos os serviços de telecomunicações, o nível de satisfação está aumentando. Segundo a Anatel, em novembro do ano passado, o número de reclamações de usuários dos serviços de reclamações teve redução de 29% em novembro deste ano, na comparação com o mesmo mês de 2021. Segundo dados da Anatel, no mês de outubro foram registradas 115.116 queixas de usuários de serviços de telecom, 47.079 a menos que as registradas no mesmo período no ano anterior.

 

 

Avatar photo

Miriam Aquino

Jornalista há mais de 30 anos, é diretora da Momento Editorial e responsável pela sucursal de Brasília. Especializou-se nas áreas de telecomunicações e de Tecnologia da Informação, e tem ampla experiência no acompanhamento de políticas públicas e dos assuntos regulatórios.
[email protected]

Artigos: 2174