Abinee apoia decisão da Anatel sobre requisitos técnicos para redes privadas

Órgão regulador publicou o Ato nº 8991, de 27 de junho de 2022, que aprova as normas técnicas e operacionais para uso da faixa de 3.700 MHz a 3.800 MHz por estações de serviços terrestres de baixa potência 
Humberto Barbato, presidente da Abinee - divulgação
Humberto Barbato, presidente da Abinee – divulgação

A Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica) divulgou nesta quinta, 30, comunicado em que demonstra seu apoio à publicação da Anatel sobre requisitos técnicos para redes privadas. A entidade parabeniza o órgão regulador pelo Ato nº 8991, de 27 de junho de 2022, que aprova as normas técnicas e operacionais para uso da faixa de 3.700 MHz a 3.800 MHz por estações de serviços terrestres de baixa potência.

Na ocasião da publicação, a Anatel também criou página reunindo todas as informações para obter licenças para redes do tipo, e publicou uma cartilha.

Segundo a Abinee, a liberação de faixa é de extrema importância para o uso de tecnologias 5G por redes privativas em soluções de automação industrial da chamada Indústria 4.0. “A decisão atende pleito da entidade apresentado junto à Agência por meio de estudos técnicos, reuniões, consultas públicas e webinars”, diz o comunicado.

Em reunião realizada no último dia 27 de junho com os superintendentes da Anatel Vinicius Caram e Abraão Balbino, o presidente executivo da Abinee, Humberto Barbato, destacou a urgência por parte das indústrias na liberação do espectro para redes privadas. Ele reforçou também a necessidade da liberação rápida da faixa de 27,5-27,9 GHz de ondas milimétricas, que, segundo os representantes da Anatel, deve ser providenciada em breve.

Movimento

A Abinee ressalta que as redes privadas se apresentam como um recurso operacional habilitador de processos de manufatura eficientes e inteligentes do parque industrial, e as empresas do setor eletroeletrônico se movimentam para se preparar para as novas aplicações decorrentes da implementação dessa tecnologia.

A associação também destaca o trabalho da Anatel na condução e planejamento do projeto estratégico de reavaliação do modelo de gestão do espectro, priorizando as tecnologias 5G. (Com assessoria de imprensa)

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10686