TIM opera em 700 MHz em mais sete capitais

Todas as cidades em que houve o desligamento do sinal analógico da TV já contam com a operação 4G da TIM na faixa de 700 MHz

device-internet-telefonia-movel-correio-eletronicoA TIM já está usando a frequência de 700 MHz em mais seis capitais: Recife (PE), Fortaleza (CE), Maceió (AL), Natal (RN), Macapá (AP), Boa Vista (RR) e Rio Branco (AC). Com isso, torna-se a primeira operadora de telefonia móvel a liberar o 4G em 700 MHz em todas as cidades em que houve o desligamento do sinal analógico.

“A exploração da faixa de 700 MHz é estratégica para o contínuo incremento da performance da rede de quarta geração e para o processo de digitalização do país. Com a ativação do 4G na frequência de 700 MHz, o refarming da faixa de 1.800 MHz e a introdução de novas tecnologias, como o VoLTE e ViLTE, vamos reafirmar cada vez mais nossa liderança e expandir o alcance e a qualidade da banda larga móvel no Brasil”, afirma Leonardo Capdeville, CTO da TIM Brasil.

A ativação do 4G na faixa de 700 MHz permite maior alcance de sinal e aumento da velocidade, o que proporciona uma melhora na experiência de uso dos clientes. Por ser uma frequência mais baixa, o alcance de cobertura pode ser quatro vezes maior comparado ao da faixa de 2600 MHz, além de proporcionar uma maior penetração nos ambientes indoor.

“Em Fortaleza e Recife, por exemplo, esperamos aumentar nossa cobertura 4G indoor de 50% para mais de 95%. Isto garante a qualidade na conexão de dados onde quer que o cliente esteja”, complementa Capdeville.

Com a melhoria da qualidade da conexão, oe resultado são mais clientes em 4G e mais tráfego: em Brasília, por exemplo, houve um crescimento de 60% do tráfego 4G em menos de um mês e o percentual de clientes conectados na rede de quarta geração cresceu mais de 30% no mesmo período. Nas demais cidades que já receberam a rede 4G em 700 MHz – Campo Grande (MS) e Teresina (PI), além de Rio Verde (GO), Uberlândia (MG) e Cacimbas (PI) – o cenário de crescimento de tráfego e clientes 4G se repete.

As ativações de 4G na faixa de 700 MHz também permitem a adoção da tecnologia carrier agregation em duas ou até três frequências, dependendo da localidade. A TIM foi a primeira a operar em duas frequências no 4G e também foi pioneira em utilizar carrier agregation com três frequências. Hoje, a carrier agregation já está presente em todos os elementos de rede da TIM que possuem mais de uma frequência. (Com Assessoria de Imprensa)

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10695