TIM Italia e Open Fiber estendem acordo preliminar de fusão da rede óptica

Prazo, que terminaria nesta segunda, 31, foi estendido até o próximo dia 30 de novembro; negociação prevê a união dos ativos para a criação de uma operadora que atenda a todo o território italiano
TIM italia e Open Fiber negociam fusão de redes de fibra óptica
TIM Italia e Open Fiber estão em negociação para criação de operadora de rede fixa (crédito: Divulgação)

As concorrentes TIM Italia e Open Fiber assinaram um acordo que estende o memorando de entendimento a respeito da integração das redes de fibra óptica até o dia 30 de novembro. O prazo inicial terminaria nesta segunda-feira, 31 de outubro.

Em maio deste ano, as empresas anunciaram a intenção de agregar os ativos com a finalidade de criar uma operadora de telecomunicações fixas de abrangência nacional no país europeu.

A TIM é a maior operadora em atividade na Itália. A Open Fiber, por sua vez, pertence aos fundos italiano CDP Equity (CDPE), americana Kohlberg Kravis Roberts (KKR) e australiano Macquarie Asset Management. Todos concordaram com a assinatura do contrato de intenções.

Caso o acordo prospere, a nova operadora será controlada pela CDPE, com participações minoritários dos demais fundos. O objetivo da união é acelerar a implantação de rede de alta capacidade em todo o território italiano.

O negócio faz parte do plano de reestruturação do Grupo TIM, cuja dívida alcançou 29,21 bilhões de euros no final do 1º trimestre deste ano.

Na prática, o acordo deve separar a unidade de infraestrutura de fibra da TIM Italia da unidade móvel. A partir desta segregação estrutural, a operadora deve focar as atividades no mercado de serviços de telecomunicações e de transmissão de dados, e não na construção de redes.

A rede óptica da TIM Italia atende 24% das residências italianas (6,28 milhões), com 20,6 milhões de km de fibra implantados, segundo a operadora. A quantidade de casas passadas é de 89,1%, no entanto. A empresa comercializa acessos no varejo. Já a Open Fiber é uma operadora de rede neutra, que vende os acessos no atacado, e seus clientes têm 1,6 milhões de casas conectadas.

Além do entendimento entre as operadoras, para ser concluído, o negócio ainda vai passar pelo aval dos acionistas da TIM Italia, dos reguladores de telecomunicações, dos concorrenciais locais e de autoridades da União Europeia.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10502