Telefónica Alemanha estende contrato de core de rede 5G com a Ericsson

Operadora planeja usar serviços em nuvem e oferecer novos produtos, como fatiamento de rede e programabilidade por meio de APIs
Telefónica Alemanha e Ericsson estendem acordo de core de rede 5G
Telefónica Alemanha planeja ofertas novos serviços usando a infraestrutura em nuvem da Ericsson (crédito: Freepik)

A Ericsson e a O2 Telefónica, unidade da multinacional na Alemanha, anunciaram, nesta segunda-feira, 10, a extensão de uma parceria de core de rede 5G. As empresas informaram que o contrato é de “vários anos” e inclui o uso das soluções em nuvem da fornecedora sueca. Valores não foram revelados.

Conforme o comunicado, a operadora planeja desenvolver novas capacidades por meio da sua recente migração para a nuvem da Ericsson. A O2 Telefónica modernizou o seu pacote de core de rede para funcionar na infraestrutura em nuvem da parceria, o que impulsionou a implementação do 5G standalone (SA).

Agora, a intenção é comercializar planos diferenciados de conectividade, incluindo serviços de fatiamento de rede (network slicing), e oferecer programabilidade de rede através da utilização de APIs, sistemas que permitem que softwares se comuniquem.

A O2 Telefónica e a Ericsson são parceiras no segmento de core de rede móvel desde 2020. Em linhas gerais, as soluções de modo duplo da fornecedora – tanto nuvem como conectividade celular – suportam a rede móvel da operadora alemã em planos 5G, 4G e 2G. Cerca de 45 milhões de assinantes são apoiados pelo serviço.

Em nota, o diretor de Tecnologia e Informação da O2 Telefónica, Mallik Rao, destacou que o core de rede é o elemento principal para oferecer uma experiência aprimorada aos clientes.

“Com a Ericsson, embarcamos em uma jornada de transformação nativa da nuvem e agora vamos desenvolvê-la ainda mais, expandindo nosso portfólio e recursos para fatiamento de rede, automação e acesso a API”, ressaltou. “Isso nos permite implementar novos recursos com mais rapidez e sem interrupções temporárias para manutenção – um passo importante em direção à rede do futuro”, complementou.

Recentemente, o Grupo Telefónica ampliou a sua participação na subsidiária alemã, chegando a deter quase 100% das ações. Paralelamente, a matriz anunciou a extensão de uma parceria com o Google Cloud para acelerar na adoção de sistemas de Inteligência Artificial (IA).

Avatar photo

Eduardo Vasconcelos

Jornalista e Economista

Artigos: 853