SiDi prorroga home office até o final de 2020

Instituto de ciência e tecnologia localizado em Campinas está também com 100 vagas abertas para desenvolvedores de software.

O SiDi, instituto de tecnologia de Campinas, manterá seus 300 funcionários em home office ao menos até o final de 2020. Também está com 100 vagas abertas para profissionais de tecnologia, a maioria para desenvolvedores de software.

“Estamos trabalhando remotamente desde o início da pandemia, sem prejuízo algum nas tarefas. Ao contrário, estamos em ritmo de crescimento e realizações”, enfatiza John Yi, que em março assumiu o cargo de superintendente do SiDi.

“Por esse motivo, nosso home office continuará, para que todos possam se sentir mais protegidos, junto aos seus familiares, e trabalhar com tranquilidade”, acrescenta.

O anúncio está alinhado à estratégia do SiDi para o pós-pandemia, que combina a segurança e o bem-estar dos funcionários com o movimento de transformação e expansão das atividades, daí a contratação de mais funcionários, ampliando em 30% o pessoal. (Com assessoria de imprensa)

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10575