Quadros admite intervenção na Oi

Medidas seria, no entanto, "extrema". Prioridade é "solução de mercado", diz novo presidente da Anatel.

O novo presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Juarez Quadros, admitiu a jornalistas uma possível intervenção da agência na Oi, concessionária em recuperação judicial. Aos jornais OGlobo e Folha de S.Paulo, Quadros que a Anatel participa de grupo interministerial, com integrantes do Ministério da Fazenda e do Planejamento, Banco do Brasil, BNDES, AGU, que discute o futuro da tele. Segundo ele, é consenso de que não haverá credor público para ajudar a operadora na recuperação, mas há a possibilidade de intervenção.

Quadros afirma que o objetivo principal do grupo é garantir a continuidade da concessão. “O desejo do governo é uma solução de mercado. A intervenção é uma condição extrema, mas não podemos ficar ausentes”, teria dito.

Ele também afirma que pretende modificar os critérios de qualidade estabelecidos pela Anatel, para que atendam mais às demandas do consumidor e reflitam menos tecnicidades que, a seu ver, oneram as empresas sem necessariamente refletir na percepção de qualidade do usuário. (Com agências)

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10485