PNAD 2016: Sudeste tem maior concentração de casas com acesso à internet. Nordeste, a menor.

63,6% dos domicílios tinham acesso à internet, a maioria, via telefone celular.
pnad-2016
Percentual de domicílios com acesso à Internet por Grandes Regiões segundo o equipamento de acesso – 2016

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou hoje, 24, dados recentes sobre alguns hábitos e características da população brasileira, em um novo módulo da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD).

Os dados mostram que o país tinha 205,5 milhões de habitantes em 2016. Em 2012, eram 198,6 milhões, ou seja, houve uma alta de 3,4%. Além disso, em 2016, havia 69,2 milhões de domicílios no Brasil. A televisão estava presente em 97,4% dos domicílios e a geladeira, em 98,1%.

No acesso à internet, o celular reina: 63,6% dos domicílios tinham acesso à internet, 60,3% dos quais, via celular. Já 40,1% tinham o acesso por computador; 12,1% por tablet; 7,7% pela TV; e 0,8% por outro equipamento.

A pesquisa verificou também que em 92,3% dos domicílios pelo menos um morador possuía telefone celular, enquanto o telefone fixo convencional estava em apenas 34,5%. O Sudeste tinha o maior percentual de domicílios com acesso à Internet, 71,7%. A região Norte registrou o menor percentual de domicílios com acesso através de microcomputador (20,9%) e a Nordeste, o menor percentual através de telefone celular (48,0%). (Com assessoria de imprensa)

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10589