Pagamento por aproximação cresce 66% no último tri, informa Abecs

Pela primeira vez, os brasileiros pagam mais por aproximação do que com cartão tradicional em compras presenciais.

 pagamento aproximação - Crédito: Freepik
Crédito: Freepick

O pagamento por aproximação, com uso da tecnologia NFC (Near Field Communication), é hoje a inovação que mais cresce entre os meios de pagamento, com alta 66,3% no terceiro trimestre, movimentando R$ 256,5 bilhões. No período, foram mais de 4,5 bilhões (+55,2%) de pagamentos por aproximação. O mais usado nessa função foi o cartão de crédito, com R$ 140,9 bilhões (+65%), seguido pelo cartão de débito, com R$ 68,2 bilhões (+65,5%), e pelo cartão pré-pago, com R$ 47,3 bilhões (+72,3%). Pela primeira vez, os brasileiros pagam mais por aproximação do que com cartão tradicional em compras presenciais. Em setembro de 2023, mais da metade (52,3%) das transações presenciais foram realizadas em pagamentos por aproximação, com a tecnologia NFC.

De acordo com dados da Abecs, associação que representa o setor de meios eletrônicos de pagamento, as compras realizadas com cartões de crédito, débito e pré-pagos cresceram 9,2% no terceiro trimestre de 2023, somando R$ 939 bilhões no período.  Desde o início do ano até setembro, os brasileiros realizaram R$ 2,7 trilhões em pagamentos, o que representa um crescimento de 10,1% em relação ao mesmo período de 2022.

Na comparação entre as modalidades, o destaque foi o uso do cartão de crédito, que cresceu 10,9%, registrando R$ 608 bilhões em pagamentos no terceiro trimestre. O segundo maior volume no período foi o do cartão de débito, que movimentou R$ 249 bilhões e cresceu 0,1%. Já o cartão pré-pago somou R$ 82 bilhões, com crescimento de 31%.

Quantidade de transações

Em quantidade de transações, os brasileiros registraram mais de 119 milhões de pagamentos com cartões, por dia, durante o terceiro trimestre. Ao todo, foram 10,7 bilhões de transações, o que representou um crescimento de 12,9% em comparação com o mesmo período do ano passado. O cartão de crédito foi a modalidade mais usada, com 4,5 bilhões (alta de 11,3%), seguido pelo cartão de débito, com 4,1 bilhões (alta de 5,9%) e pelo cartão pré-pago, com 2 bilhões (alta de 35%).

Se avaliado o período acumulado entre janeiro e setembro de 2023, foram ao todo 30,7 bilhões de pagamentos com cartões de crédito, débito e pré-pagos, o que representa um crescimento de 13,7% em comparação com o mesmo período do ano passado.

Uso no exterior

Nos meses de julho, agosto e setembro, os gastos de brasileiros no exterior continuaram a crescer de maneira importante, com avanço de 36% (em comparação com o terceiro trimestre de 2022), e movimentaram US$ 3,64 bilhões (R$ 17,7 bilhões). O uso do cartão no exterior para o terceiro trimestre voltou a registrar crescimento em relação ao período pré-pandemia, com alta de 21,4% sobre o dado do mesmo período de 2019 (R$ 3 bi).

Compras remotas e pagamento por aproximação

Outro destaque, além do pagamento por aproximação,  foi o crescimento do uso dos cartões na internet, em aplicativos e outros tipos de compras não presenciais, que manteve o ritmo de crescimento no terceiro trimestre. Esse tipo de transação movimentou R$ 212,2 bilhões no período, alta de 13% – reflexo da mudança dos hábitos de consumo que deve se manter entre os brasileiros.

O uso do cartão de débito em compras remotas cresce acima da média nos últimos anos e tem ganhado cada vez mais espaço nas transações online, tendo apresentado crescimento de 40,5% no 3º trimestre de 2023 em comparação com o mesmo período do ano passado. Se avaliado o crescimento em relação ao período antes da pandemia, o uso do débito em compras não presenciais subiu 393,7%, enquanto o do cartão de crédito cresceu 145,8%. No total, as compras não presenciais atingiram um total de 1,7 bilhões (+ 17%) em transações.

 

 

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10568