Oi confirma reestruturação de dívida. Ações disparam.

Companhia anunciou acordo com representante de grupo de credores e contratação de assessor legal.

grafico-positivo-dinheiro-moeda-936x600 ascendenteA Oi comunicou ao mercado nesta segunda-feira, 25, que vai mesmo reestruturar sua dívida. Ao final de 2015, a empresa devia o montante bruto de R$ 54,9 bilhões. A companhia diz que espera que o processo termine rapidamente, uma vez que conseguiu firmar acordo de confidencialidade com a empresa Moelis & Company, assessoria financeira de um grupo de grandes credores.

“A Companhia pretende concluir sua reestruturação de dívida rapidamente e acredita que as negociações com um único comitê representativo dos titulares de bonds de emissão da Companhia irá permitir concluir a reestruturação de dívida de forma ágil”, afirma, em nota ao mercado.

O acordo agradou o mercado. Até às 11h45 de hoje os papéis ordinário da Oi subiam 14,63%, enquanto os preferenciais disparavam 28,26%. Nos últimos 365 dias, as ações da operadora amargaram perda de mais de 80% de valor. O movimento é exceção na bolsa brasileira, que cai 1,75%.

A Oi contratou, também, o escritório Barbosa Müssnich Aragão e White & Case LLP como seus assessores legais. Já tinha o PJT Partners como assessor financeiro, encarregado de elaborar o plano de reestruturação.

Nada disso, garante a companhia, afetará a forma como os serviços são prestados aos clientes finais.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10373