Magalu começa a vender criptomoedas a partir de R$ 1

Rede varejista fechou parceria com o Mercado Bitcoin para viabilizar transações de criptoativos; negociações serão feitas pelo MagaluPay

Com apoio do Mercado Bitcoin, Magalu começa a vender criptomoedas
Magalu atuará como plataforma para compra e venda de criptomoedas (crédito: Freepik)

A rede varejista Magalu anunciou que, a partir desta quinta-feira, 19, começa a transacionar criptomoedas por meio do seu aplicativo. Os clientes podem comprar e vender ativos, como Bitcoin, Ethereum e USDC, por valores que partem de R$ 1.

A iniciativa é fruto de uma parceria entre o MagaluPay, conta digital da varejista, e o Mercado Bitcoin (MB), plataforma de ativos digitais responsável pela tecnologia e as medidas de segurança dos investimentos.

Para viabilizar a efetuação das transações, o sistema do MB será integrado ao MagaluPay. As empresas garantem que vão oferecer uma “experiência simplificada”, de modo que “as transações serão concluídas em poucos cliques”. Além disso, os clientes terão acesso a vídeos que introduzem conceitos relacionados ao mundo das criptomoedas e auxiliam na tomada de decisão.

“Para muitos desses clientes, esse será o primeiro contato com criptoativos e a oportunidade de iniciar investimentos em moedas digitais, a partir de R$ 1”, afirma Fábio Murakami, diretor de produtos do MagaluPay, em nota. “Vamos mostrar que transações com criptomoedas não são um bicho de sete cabeças”, acrescenta.

O Mercado Bitcoin informou que, na parceria com a varejista, disponibilizará a infraestrutura MB Cloud, uma plataforma de cripto como serviço (também chamado de Crypto as a Service), a qual permitirá que as compras e as vendas de ativos digitais sejam feitas pelo aplicativo do Magalu.

Como usar o serviço

O Magazine Luiza informou que, para realizar as negociações, os investidores precisam estar no nível 2 do cadastro do aplicativo do Magalu. Isso requer que o cliente confirme os dados de identificação facial (selfie) e apresente documento com foto e comprovante de endereço atualizado. Além disso, é necessário informar a profissão, o CPF e a renda.

Avatar photo

Redação DMI

Artigos: 1796