Kavak firma acordos de U$ 810 mi com HSBC, Goldman Sachs e Santander para financiamentos

Os acertos visam apoiar as operações da empresa, dedicada à compra e venda de veículos seminovos.

Vendas do comércio crescem 1,4% em agosto, diz Serasa - Crédito: Freepik

A Kavak firmou acordos financeiros de mais de 810 milhões de dólares com HSBC, Goldman Sachs e Santander. Os acertos visam apoiar as operações da empresa, dedicada à compra e venda de veículos seminovos.

O HSBC concede ao unicórnio mexicano até 675 milhões de dólares por meio de contrato de venda de recebíveis futuros, a serem executados. Pelo acordo, o HSBC concorda em adquirir direitos sobre recebíveis referentes a parte dos financiamentos originados pela Kavak.

Além disso, a Kavak assinou linha de crédito de 100 milhões de dólares com o Goldman Sachs, e outra de 35 milhões de dólares com o Santander. Os recursos serão utilizados para o desenvolvimento do modelo de negócios da Kavak, e para fortalecer a infraestrutura e estoque da empresa.

Há cerca de um ano, a Kavak anunciou aporte de US$ 700 milhões. Na ocasião, a empresa chegava ao valor de mercado de US$ 8,7 bilhões, consolidando-se como a segunda startup mais valiosa da América Latina, atrás apenas do Nubank, avaliado em US$ 30 bilhões.

Sem intermediação

A empresa afirma que não faz intermediação e compra de fato os seminovos, recondicionando os veículos antes de disponibilizá-los para venda a outros consumidores em suas plataformas digitais. Por isso, diz, desenvolveu tecnologia financeira que permita que pessoas com diferentes perfis de crédito possam ter acesso à compra de um automóvel.

“Na América Latina, cerca de 40% das transações de carros usados ​​envolvem algum tipo de irregularidade, aumentando o risco de fraudes. Nessas condições, é difícil para algumas instituições da região assumirem o risco de financiar carros usados. Só no México, menos de 5% das vendas recebem algum tipo de financiamento, o que significa que grande parte das pessoas não têm acesso ao crédito para comprar um carro”, destaca Moises Flores, CFO da Kavak. “Nos Estados Unidos, 7 em cada 10 cidadãos têm carro. Na América Latina apenas 1,5 em cada 10 habitantes têm acesso ao automóvel”, complementa.

 

Avatar photo

Redação DMI

Artigos: 1796