Inatel faz avaliação gratuita de Segurança Cibernética em sua empresa

Ação integra a parceria com o Security Design Lab, iniciativa global voltada para Cibersegurança

Inatel faz avaliação gratuita de Segurança Cibernética em sua empresa

O Inatel, por meio do Centro de Segurança Cibernética (CxSC), desenvolveu um questionário avaliativo que irá auxiliar empresas do setor de Telecomunicações a saber o quanto seus equipamentos estão em conformidade com as normas nacionais de Cibersegurança.

Esta solução foi desenvolvida com base no Ato 77, publicado pela Anatel em fevereiro de 2021, que estabelece os requisitos de segurança cibernética para equipamentos de redes de telecom. A iniciativa faz parte da parceria do Inatel com o Security Design Lab – SDL, rede de colaboração global sobre o tema, e está disponível no site do CxSC.

Para falar mais sobre o Ato 77 e sobre a avaliação de segurança, o CxSC e o SDL realizam no dia 26 de outubro, às 10h, um webinar com participação do atual coordenador de regulamentação técnica na Gerência de Certificação e Numeração da Anatel, Thiago Barçante. A transmissão será ao vivo pelo canal do Inatel no Youtube. Clique para assistir.

Como é a avaliação

A avaliação desenvolvida pelo Inatel e SDL é dividida em duas fases. A primeira é composta por um questionário com perguntas relacionadas às especificidades dos equipamentos e sistemas. Ao finalizar o questionário, o time do SDL e CxSC envia um diagnóstico, elaborado por especialistas, indicando se os equipamentos estão ou não em conformidade com as normas. Na segunda etapa, o time de experts apresenta ferramentas disponíveis no mercado para que a empresa melhore a segurança de seus equipamentos de telecomunicações, elevando assim seu Cyber Score. Ambas as fases são gratuitas e qualquer empresa nacional pode ter acesso a esse serviço de consultoria.

“Como instituição de vanguarda no ensino e pesquisa em telecomunicações e, agora, com um centro de segurança cibernética, entendemos que poderíamos fazer uma boa contribuição com esses conhecimentos para o mercado. Vimos no Ato 77 a obrigação de orientar, dar um norte para as empresas, mostrando o que precisa ser feito de fato para atingir os requisitos mínimos de segurança dos equipamentos de telecom”, explica o coordenador-adjunto do CxSC, professor Guilherme Aquino, corresponsável pela criação da avaliação de vulnerabilidade.

Ainda, de acordo com Guilherme, existe uma terceira fase de prestação de serviços, em que a empresa pode contratar o Inatel para auxiliar na implantação dessas e outras ferramentas. “Conseguimos mostrar as soluções e depois, em uma situação de pesquisa e desenvolvimento, o Inatel pode ajudar as empresas a melhorar a segurança dos seus equipamentos, com ferramentas consagradas desenvolvidas na França e no Brasil”, reitera.

O CxSC tem crescido no cenário da Cibersegurança nacional graças às parcerias de sucesso, que incluem grandes empresas como a Huawei e, também, o SDL, permitindo que o Inatel seja um braço de atuação do SDL dentro do Brasil. As avaliações de segurança e pontuação de Cyber Score já são um serviço prestado pela entidade, que tem sua atuação voltada para promover as questões de conhecimento e difundir ferramentas e melhorias de segurança cibernética.

“Um dos objetivos do Security Design Lab é colocar em prática, de forma simples e direta, as melhores práticas de segurança disponíveis no mercado por meio de assessments online e gratuitos. Tendo como referência instituições como o NIST[1], ANSSI[2], e ETSI[3], o SDL também fomenta uma rede de pesquisa e desenvolvimento de soluções de mercado em Cibersegurança entre instituições acadêmicas e de pesquisa (como o Inatel), empresas e governos, no Brasil, América Latina e Europa”, comenta Alexandre Vasconcelos, Diretor do SDL para América Latina.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10696