EU aprova fusão das operações da Vodafone e Liberty na Holanda

Com a aprovação, elas se tornam a segunda maior operadora móvel e de cabo do país e vão oferecer serviços integrados a 15 milhões de usuários.

VodafoneTrês meses após ter bloqueado a compra da inglesa O2 pela Hutchison, decisão que impactou o mercado europeu de telefonia móvel e interferiu na estratégia traçada pela espanhola Telefónica, a Comissão Europeia aprovou ontem (21) a fusão das operações da Vodafone e da Liberty Global na Holanda. Para obter o sinal verde, a o grupo britânico Vodafone teve que vender sua operação de telefonia fixa naquele país.

Com a fusão, as empresas esperam ter uma economia de € 280 milhões anuais em seus negócios, o que vai lhes permitir vender pacotes de serviços a preços mais competitivos para 15 milhões de usuários. Os combos vão carregar TV a cabo, banda larga e telefonia móvel.

Segundo Margrethe Vestager, chefe da área de competição da União Europeia, “os compromissos oferecidos pela Vodafone asseguram que os consumidores da Holanda continuarão a ter preços competitivos e boas escolhas”. A fusão transforma a joint venture entre Vodafone e Liberty na segunda maior operação de telefonia móvel e cabo da Holanda. (Com noticiário internacional)

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10673