Demanda por DWDM cresce e Multi PRO | ZTE amplia portfólio. 

Além do DCI ZXONE – 7000 C2D produto lançado recentemente, a marca trará atualizações para equipamentos que já estão no mercado
Rodolfo Squique - Gerente de DWDM
Rodolfo Squique – Gerente de DWDM | ¨Entre as novidades, apresentamos o Muxponder 800G 16QAM-PS/400G QPSK, que promete entregar altas taxas em distâncias acima de 1.000 km sem a necessidade de regeneração¨, afirma.

Uma demanda crescente que parte dos usuários e traz um impacto direto no negócio dos provedores. De 2020 para cá, a necessidade de banda ficou ainda mais perceptível. O home-office, alto consumo de streamings, jogos on-line e a popularidade de casas inteligentes tornam o trabalho dos responsáveis por levar conectividade às residências cada dia mais desafiador.

Ao mesmo tempo, a necessidade de redes de transporte deve continuar crescendo nos próximos anos para atender tamanha demanda. Por isso, a Multi PRO e sua parceira ZTE têm apostado na ampliação de seu portfólio e na atualização de equipamentos já consolidados no mercado.

“Iniciamos o ano trazendo uma das principais apostas para 2024, o DCI ZXONE 7000-C2D, chega para ofertar maior capacidade de banda e flexibilidade na construção de redes ópticas eficientes, com um equipamento de tamanho reduzido e instalação simplificada. Outra novidade é o Muxponder 800G 16QAM-PS/400G QPSK, que promete entregar essas taxas em distâncias acima de 1.000 km sem a necessidade de regeneração. Também aparecem novos amplificadores, prontos para transmitir e multiplexar até 120 canais com apenas um par de fibra óptica”, explica Rodolfo Squique, gerente de produtos DWDM da Multi PRO | ZTE.

Além deles, a empresa já oferece ao mercado ISP’s os consolidados ZXMP M721 e ZXONE 9700.

O primeiro, mais compacto entre todos, é voltado para atender a rede metro e long haul. É composto de transponders de 10, 100 e 200G, camada óptica FOADM/ROADM tem capacidade de até 80 canais, somadas às funções de monitoramento do espectro óptico (OSA) e o fundamental (OTDR), responsável por acelerar a identificação de rompimentos de cabos de fibra na rede com maior rapidez.

Já o segundo, atende uma demanda de ultra long haul. Ou seja, trata-se de um equipamento de alta capacidade de transmissão, com a possibilidade de multiplexar até 120 canais em grid fixo e com suporte a transmissões mais robustas, na casa dos Terabits. O ZXONE 9700 também conta com WSS de até 32 direções para redes ROADM flex-grid, que torna a rede DWDM a prova de futuro, permitindo adequação a qualquer tamanho de canal optimizando o consumo do espectro óptico.

Todo o portfólio da Multi PRO | ZTE é compatível com a ZENIC-ONE, plataforma web de gerenciamento que utiliza mecanismos de inteligência artificial (IA) para simplificar o dia a dia da operação dos data centers e facilitar a detecção de instabilidades na rede, contribuindo para que manutenções sejam realizadas de forma mais rápida.

Projetos de redes ópticas

No mercado de produtos DWDM desde 2021, a Multi PRO | ZTE já implementou mais de 40 projetos em todo o país e 2 rotas internacionais que interligam redes do estado de Rondônia ao Peru. Squique ressalta a robustez dos equipamentos utilizados em implantações feitas nas regiões Norte e Nordeste. “Foram projetos desafiadores, com enlaces maiores que 300 km e sem o uso de sites de amplificação. Uma pequena amostra da qualidade e flexibilidade de nossas soluções para atender demandas complexas”, conclui.

Ainda na linha de projetos, o executivo revela que a intenção é seguir nas participações de RFPs. Especialmente com a alta demanda de ampliação de redes fixas e móveis, muito impulsionadas pela sequência de autorizações da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para que cada vez mais cidades estejam cobertas pelo 5G. A expectativa do órgão é de que em junho de 2024 a tecnologia já esteja liberada em 3.678 municípios.

Demanda na telefonia móvel

Ao mesmo passo em que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) segue autorizando a disponibilização do 5G para mais pessoas – são mais de 3.000 municípios onde as prestadoras de serviços de telefonia e internet já podem instalar equipamentos e passar a disponibilizar para seus clientes, cresce também a necessidade desses ISP’s em ampliar suas estruturas de rede para atender à demanda. Afinal, por mais que se trate de uma transmissão de dados móveis, a conexão a uma rede fixa se faz necessária para alcançar o núcleo das operadoras.

“Já é sabida a necessidade de ampliação e atualização na infraestrutura de redes de transporte para atender a demanda do 5G. Além disso, os provedores seguem oferecendo maior capacidade para clientes nas redes de acesso. Nossos clientes já estão migrando para XGS-PON, capaz de suportar com tranquilidade essas altas taxas. Mas para que se consiga transmitir grandes capacidades e índice de latência cada vez mais próximo de zero, é preciso aplicar equipamentos DWDM para um desempenho mais satisfatório”, analisa Squique.

Essa e as outras linhas do portfólio da ZTE para o mercado de telecomunicações são comercializadas exclusivamente por sua parceira Multi PRO, marca do Grupo Multi.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10373