CPQD lança carteira digital

A carteira digital lançada pela CPQD fornecerá para usuários acesso a múltiplas credenciais e entidades parceiras da plataforma.

O CPQD acaba de lançar sua nova carteira digital baseada em blockchain, chamada SOU iD, disponível para celulares Android e iOS. A ferramenta poderá armazenar múltiplas credenciais emitidas por empresas e entidades que utilizam a plataforma CPQD iD, buscando assim, facilitar a adesão à solução de identidade digital descentralizada

“O SOU iD [ferramenta da empresa] funciona como uma carteira de documentos para o armazenamento das diferentes credenciais digitais do usuário que, no sistema de identidade digital descentralizada, é quem tem a posse dos seus dados”, explica Érico Paz, responsável pelo marketing de soluções Blockchain do CPQD. Entre as credenciais que podem ser guardadas no app, como comprovantes digitais de residência, diplomas escolares e de cursos, credenciais bancárias, carteira de vacinação e histórico médico, entre outros exemplos. “Para o usuário, a principal vantagem é que todas essas credenciais ficam  armazenadas, de forma segura, em um único aplicativo, o que facilita o compartilhamento de seus dados quando necessário”, acrescenta.

Além disso, Fernando Marino, responsável técnico por produtos Blockchain do CPQD, ressalta que o aplicativo está disponível para as empresas que integram o ecossistema do CPQD iD, como emissores ou verificadores de credenciais digitais. “O objetivo é facilitar o trabalho dessas empresas, que com isso não precisam se preocupar em desenvolver uma carteira digital própria”, afirma. Marino adianta, ainda, que a equipe do CPQD já está trabalhando no sentido de ampliar o uso do app por outros ecossistemas de identidade digital descentralizada. 

Lançada no início de 2022, a plataforma CPQD iD funciona como um serviço para a criação, verificação, assinatura digital e customização de identidade digital descentralizada para pessoas, organizações, ativos e coisas.  “A credencial fica sob o controle do usuário, na carteira digital, e pode ser usada para acessar portais corporativos ou fazer transações em marketplaces, entre outras aplicações”, conclui Érico Paz.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10568