Cabo submarino que liga Brasil à Argentina entra em operação

Tannat, construído pela Telxius em parceria com o Google e a operadora Antel, foi terminado em dezembro de 2020. Estrutura tem oito vezes mais capacidade que o SAM-1, o outro cabo submarino da Telxius em uso na América Latina.

A Telxius, braço do grupo Telefônica dedicado a infraestrutura, anunciou hoje, 20, o início da operação comercial do cabo submarino Tannat. A obra foi terminada no final de 2020. A estrutura liga o Brasil, a partir da cidade de Santos, à cidade argentina de Las Toninas, na região de Buenos Aires e foi construída em parceria com Google e a operadora Antel.

O cabo tem 2 mil km de extensão, e se soma à capacidade dos cabos Brusa e Junior da empresa, que circundam a costa atlântica das Américas. O sistema completo vai até os Estados Unidos, e complementa outro cabo mais antigo em operação, o SAM-1, de 25 mil km de extensão e 20 Tbps de capacidade.

O Tannat, na prática, é um ramal do Brusa, cabo que se inicia em Virginia Beach, nos EUA, e chega ao Rio de Janeiro. O Junior, que também tem participação do Google, liga o Rio de Janeiro a Santos. E de lá, parte o Tannat rumo à Argentina. O sistema Brusa tem 160 Tbps de capacidade, 8x mais que o SAM-1.

Em Virginia Beach, o sistema deságua no campus da Telxius conectado a data centers localizados em Ashburn. Também há roteamento de dados para os cabos Marea e Dunant, que atravessam o Atlântico e chegam à Europa.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10575