Anatel recebeu 3,9 milhões de reclamações no ano passado. Queda de 4%

A telefonia móvel foi o serviço com maior número de reclamações: 47% do total.

shutterstock_ Aaron Amat_telefonia_celular_anatel_consumidor_

Em 2016, a central de atendimento da Anatel  registrou 3,9 milhões de reclamações dos consumidores de serviços de telefonia móvel, fixa, banda larga fixa e  TV por assinatura. O número representa uma redução de 4%  ou 176,5 mil das queixas em relação ao ano anterior, quando o total atingiu 4,1 milhões. As principais reclamações foram relativas a cobrança, qualidade, e cancelamento dos serviços.

Houve aumento de 1,9% das reclamações relativas a telefonia móvel em 2016 se comparado ao ano anterior e de 25,8% dos chamados “outros serviços”, como os de  trunking e radioamador.  Mas as queixas em relação a telefonia fixa  caíram 8,6%;  da banda larga fixa, 8,4%;  e TV por assinatura, 12,5%.

Do total de reclamações, 47% ou 1,8 milhões foram em relação a telefonia móvel; 24,1% ou 943,8 milhões a telefonia fixa; 14,9%  ou 581,1 milhões banda larga fixa; e 13,1% ou 511,1 milhões TV por assinatura.

Outorgas

A Anatel emitiu mais de 14,5 mil outorgas de serviços de telecomunicações e concedeu 165,7 mil licenciamentos de estações de telecomunicações no ano passado. Com a implantação do novo sistema de outorgas, denominado Mosaico, houve uma redução no tempo médio para obtenção das autorizações, que no caso da banda larga fixa, caiu de 90 para 11 dias úteis; e na telefonia fixa, de 11 meses para 25 dias úteis. ( assessoria de imprensa). 

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10675