Anatel autoriza SES a ampliar frequências utilizadas pelo satélite SES-17

Com adição de mais 500 MHz na faixa entre 27.000 MHz a 27.500 MHz, SES-17 ganha mais capacidade de subida de dados
Satélite SES-17 passa a operar dentro das frequências 27.000 Mhz a 27.500 Mhz
Frequências do satélite SES-17 passam a ser o intervalo de 27.000 Mhz a 27.500 Mhz (crédito: Thales Alenia Space)

O Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) autorizou a SES a ampliar as frequências utilizadas pelo satélite SES-17 no território brasileiro. O despacho foi publicado nesta sexta-feira, 2, no Diário Oficial.

Com isso, o satélite passa a operar com uma largura de faixa de 500 MHz entre 27.000 MHz e 27.500 MHz. As novas faixas de frequência não são exclusivas.

O preço pago pelo direito de exploração da faixa ampliada foi de R$ 102.677. A permissão foi concedida a New Skies Satellites, representante legal da empresa de Luxemburgo no Brasil.

A autorização do órgão regulador, prevista no Ato 6.585, de 1º de junho de 2023, determina que o satélite SES-17 e suas estações terrenas devem “possuir filtros de recepção apropriados, a fim de se protegerem contra interferências prejudiciais provenientes de emissões em faixas adjacentes à faixa de recepção dos enlaces de descida”.

O SES-17 é um satélite geoestacionário (GEO) que opera na banda Ka. O sinal emitido alcança todas as Américas, a região do Caribe e o Oceano Atlântico. O equipamento foi lançado ao espaço em outubro de 2021, a bordo de um foguete que decolou de um porto espacial na Guiana Francesa.

Os serviços de telecomunicações entraram em operação em junho de 2022. O fornecimento de dados tem foco no setor corporativo, sobretudo os mercados aeronáutico, marítimo e industrial, além de estruturas governamentais, em áreas remotas.

Segundo a SES, o satélite que cobre o continente americano é interoperável com o sistema de comunicações da constelação O3b mPOWER, cujos serviços de banda larga devem ser lançados comercialmente no terceiro trimestre deste ano.

Avatar photo

Eduardo Vasconcelos

Jornalista e Economista

Artigos: 839