Aeronáutica pretende passar para iniciativa privada sua rede de telecom

A intenção é lançar o edital em junho e assinar o contrato no segundo semestre.

Avião by Freepik

A Aeronáutica pretende lançar consulta pública este mês e lançar o edital em junho para a criação de uma Parceria Público Privada (PPP) que ficará responsável pelo projeto, instalação, operação, gestão e manutenção de toda a sua rede de telecomunicações.

Conforme a agência Estado, a Aeronáutica tem hoje  68 diferentes contratos de serviço de telecomunicações entre oito órgãos, como o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) e os Centros Integrados de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta).A rede usa satélites, redes de fibra óptica e micro-ondas, além de instalações como estações terrestres.

A ideia é remunerar a empresa – que passará a ter 100% de capital privado – mensalmente. Mas a PPP poderá permitir que a capacidade ociosa dessa rede seja revendida no mercado, e assim o valor a ser pago pela Aeronáutica seja menor. Estima-se que o projeto irá demandar R$ 1,55 bi em investimentos e R$ 1,2 bi em custos operacionais. (com agência)

 

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10589