Yahoo pesquisou email de usuários a pedido de agência de segurança

A revelação foi feita à agência Reuters por dois ex-funcionários da empresa e teria motivado o pedido de demissão do diretor de segurança da informação

seguranca-camera-internet-privacidade-homemEm mais um escândalo a se somar à revelação recente do roubo de dados de  500 milhões contas de clientes, o Yahoo está sendo acusado de ter usado um software personalizado para pesquisar e-mails recebidos por clientes de seus serviços. A bisbilhotagem feita em toda a correspondência teria sido solicitada por uma autoridade de inteligência do governo norte-americano, segundo denúncia de dois ex-funcionários da empresa divulgada pela agência Reuters.

O pedido secreto teria sido encaminhado ao departamento jurídico da empresa e acatado pela CEO, Marissa Mayer. Ainda segundo a reportagem, a espionagem provocou reação no alto escalão da empresa e teria sido o motivo da saída do então diretor de segurança da informação da empresa, Alex Stamos, que hoje ocupa cargo equivalente no Facebook. Ele não quis dar entrevista à Reuters, enquanto o Yahoo declarou que cumpre as leis do país.

Segundo a Reuters, não se sabe quais informações as autoridades de inteligência dos Estados Unidos estavam procurando. Apenas queriam que o Yahoo pesquisasse um conjunto de caracteres. A suposição é de que as autoridades de inteligência sejam ou a Agência Nacional de Segurança ou o FBI.

Também não se sabe se o mesmo pedido foi feito a outras companhias norte-americanas de internet. Segundo especialistas, esse é o primeiro caso de espionagem massiva de e-mails, no lugar de busca em emails armazenados ou em uma amostra de emails em tempo real.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10568