XP reduz previsão de crescimento orgânico de Unifique, Desktop e Brisanet

De acordo com analistas da XP Investimentos, quando comparadas aos números publicados na época dos IPOs das ISPs, em 2021, as projeções mais recentes mostram que essa desaceleração é acentuada

A XP Investimentos refez as projeções, para baixo, do crescimento orgânico dos três operadores regionais que abriram seu capital: Unifique Desktop e Brisanet. Segundo as projeções mais recentes realizadas pelos analistas, essa desaceleração é acentuada quando comparada aos números publicados na época da oferta pública de ações (IPO, na sigla em inglês) das três empresas, todas realizadas em 2021.

A análise é assinada por Bernardo Guttmann, head de Tech, Media e Telecom e do setor financeiro da XP Investimentos, e Marco Nardini, analista de Tech, Media e Telecom

Inicialmente, a estimativa era que a Unifique, por exemplo, teria uma adição líquida de 17 mil clientes por mês neste ano. Agora, o número foi revisado para um patamar bem abaixo, 3 mil clientes mensais.

O mesmo se dá para as projeções para Desktop e Brisanet que, respectivamente, eram de 15 mil e 50 mil adições líquidas por mês em 2024. Agora, os analistas da XP ajustaram os números para 9 mil e 11 mil adições líquidas por mês, o que, segundo eles, é reflexo de mudanças significativas no mercado ao longo dos últimos três anos.

Atualização do 5G

Guttmann e Nardini também comentaram sobre o lançamento da rede 5G da Brisanet. “Mantemos uma visão mais cautelosa comparada ao otimismo da companhia, especialmente quando se fala de seus objetivos ambiciosos de market share”, dizem os analistas.

Eles, no entanto, dizem reconhecer como importante o volume de 102 mil clientes reportados pela empresa em maio. O número “sugere um vento de causa positivo em seu segmento de redes móveis, agora presente em 102 cidades”, destacam.

Venda da Desktop para Vivo

A análise da XP aponta ainda a Desktop, que confirmou em junho estar em discussões com a Vivo sobre vender seus ativos, carrega um valor estratégico significativo para a operadora por ser líder em market share no interior de São Paulo. De acordo com os analistas, a pergunta a ser feita sobre o negócio, caso ele se materialize, é sobre seu impacto em outras ISPs no mercado.

De modo geral, com base nos resultados apresentados pelas três empresas no primeiro trimestre do ano e levando em conta estimativas macroeconômicas, além de projeções de crescimento, a XP afirma manter uma “visão cautelosamente otimista” sobre o mercado de FTTP devido à desaceleração do crescimento orgânico nos trimestres recentes e ao ambiente altamente competitivo, que dificulta o repasse de preços aos consumidores.

Quanto aos papéis das ISP, a XP recomenda a compra para Unifique e Desktop e se posiciona neutra em relação à Brisanet.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10693