Seaborn usará solução SDN em cabo submarino Brasil-EUA

Clientes do cabo poderão modificar capacidade contratada praticamente em tempo real, através de site na internet. Acordo com a fornecedora Megaport prevê ainda construção de PoP em São Paulo.

cabo-submarinoA Seaborn Networks, operadora que está construindo um cabo entre Santos e Nova York, o Seabras-1, pretende contratar a Megaport, provedora de interconexões, para prover serviços de SDN. O negócio ainda não foi fechado, mas as empresas divulgaram comunicado confirmando a intenção de fechar a aliança.

Pelo negócio, os clientes do cabo terão acesso a uma plataforma de gestão autônoma, online, podendo comprar com mais ou menos capacidade no cabo. A Seaborn será ainda a revendedora exclusiva de soluções de banda larga da Megaport na América do Sul. Também ficará responsável por estabelecer um ponto de presença da Megaport em São Paulo, através da qual será possível revender serviços de interconexão elástica, ou seja, variável conforma a demanda.

O Seabras-1 deve entrar em operação no segundo trimestre de 2017. Ele terá 72 Tbps de capacidade e custo de lançamento de cerca de US$ 500 milhões. A implantação vem sendo feita pela Nokia (antiga Alcatel-Lucent Submarine Networks). (Com assessoria de imprensa)

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10690