Nova CEO do Twitter, Linda Yaccarino diz se inspirar em visão de Elon Musk

Executiva, que trabalhou nos grupos de mídia NBCUniversal e Turner, afirma que vai levar visão de futuro do bilionário para transformar a rede social
Linda Yaccarino é a nova CEO do Twitter
Linda Yaccarino, CEO do Twitter (crédito: Reprodução)

Como prometido ainda no fim do ano passado, o bilionário Elon Musk encontrou alguém para substituí-lo no posto de CEO do Twitter. Na sexta-feira passada, 12, o empresário anunciou que a plataforma passa a ser comandada por Linda Yaccarino.

No dia seguinte, a executiva usou o Twitter para agradecer Musk pela oportunidade e dizer que se inspira na visão de futuro do fundador da SpaceX e CEO da Tesla.

“Há muito tempo me inspiro em sua visão [Musk] de criar um futuro melhor. Estou animado para ajudar a trazer essa visão para o Twitter e transformar esse negócio juntos!”, escreveu a nova CEO da plataforma.

Em outra mensagem, desta vez se dirigindo aos usuários da rede social, Yacarrino disse que considera o feedback vital para o futuro da plataforma. “Estou aqui para tudo isso”, ressaltou.

Além disso, a executiva manifestou o desejo criar uma nova fase para o Twitter. “Vamos manter a conversar e construir o Twitter 2.0 juntos!”, pontuou.

Antes de assumir o comando do Twitter, Yaccarino era presidente global de publicidade e parcerias da NBCUniversal Media. Ela trabalhou por mais de 11 anos no conglomerado que inclui a emissora NBC, os parques de diversão da Universal, o streaming Peacock e os estúdios de cinema Universal Pictures e Dreamworks, entre outras marcas.

Anteriormente, passou quase 20 anos na Turner Broadcasting System, conglomerado do qual foi vice-presidente executiva de vendas de publicidade, marketing e aquisições.

Gestão Musk

Apesar de entregar o cargo de CEO, Musk não ficará completamente distante das decisões sobre o direcionamento do Twitter, rede social da qual é proprietário. Segundo ele, Yaccarino deve se focar mais nas operações do negócio, enquanto o bilionário seguirá à frente dos departamentos de design de produtos e novas tecnologias.

“Ansioso para trabalhar com a Linda para transformar esta plataforma no X, o aplicativo de tudo”, sinalizou o empresário.

O bilionário anunciou que deixaria o posto de CEO em dezembro do ano passado. A decisão foi tomada por meio de uma enquete respondida por usuários do Twitter.

Musk comprou a rede social em outubro de 2022, com a justificativa de tornar a plataforma um espaço para livre expressão.

Sua gestão foi marcada por polêmicas. Entre os episódios controversos, o empresário demitiu o conselho de administração e grande parte da força de trabalho global do Twitter, além de ter instituído uma cobrança por um selo que atestava perfis oficiais, até então fornecido gratuitamente a usuários com projeção pública, como políticos, artistas, atletas, autoridades e empresas.

No fim de 2022, o Twitter recebeu duras críticas por ter suspendido contas de jornalistas que fizeram reportagens com teor negativo sobre o empresário.

Avatar photo

Eduardo Vasconcelos

Jornalista e Economista

Artigos: 888