Lei da neutralidade da rede avança na Califórnia

A lei, que falta só ser sancionada pelo governador, proíbe o zero rating, quando for de empresas do mesmo grupo das operadoras

 

Depois que a FCC (Federal Communication Comission) recuou, durante o governo Trump, na regulação da neutralidade da rede, diferentes estados norte-americanos estão aprovando legislações neste sentido. E a da Califórnia, que já passou pela Câmara dos Deputados, acaba de ser aprovada também pelos senadores estaduais, poderá ser a lei mais rígida dos Estados Unidos.

O projeto aprovado, que só precisa agora ser sancionado pelo governador, proíbe até mesmo o zero-rating (ou acesso patrocinado) quando o conteúdo for do próprio provedor de internet ou das teles. Proíbe o bloqueio de sites ou preferência de tráfego – diminuindo ou aumentando a velocidade, mesmo para vídeos.

As operadoras e provedores estarão proibidos de bloquear o tráfego desde os datas centers e também ficarão proibidos de cobrar pelas empresas OTTs (Over the Tops), ou empresas de internet por seu conteúdo.

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10693