Fusão entre Sprint e T-Mobile quase aprovada nos EUA

Comitê de Investimento Estrangeiro e Departamento de Justiça avalizaram negócio. FCC dará palavra final.

A fusão entre as operadoras norte-americanas Sprint e T-Mobile deve mesmo acontecer. O negócio já recebeu sinal verde de quase todos os órgãos de governo que deveriam opinar a respeito. Ontem foi a vez de Comitê para Investimento Estrangeiro, Departamento de Defesa e Departamento de Segurança Nacional aprovarem a transação.

Restam apenas a FCC e o Departamento de Justiça, que já se disse favorável, mas ainda vai definir os condicionantes antitruste.

As decisões favoráveis teriam vindo após o comprometimento da nova companhia formada em não utilizar equipamentos chineses, fabricados por Huawei ou ZTE. Segundo o CEO da T-Mobile, a expectativa é que o negócio não demore, agora, a ser aprovado. O executivo diz que ainda no primeiro semestre de 2019 a fusão será completada.

A operação deverá movimentar US$ 26 bilhões e formar a terceira maior operadora móvel dos EUA, com 126 milhões de assinantes (atrás de Verizon, que tem 150 milhões, e AT&T, que tem 141 milhões). (Com agências internacionais)

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10387