Fintech permite pagar contas com cripto

Plataforma faz pagamentos de boletos e de contas via PIX com moedas digitais sem a necessidade de liberação da corretora.
Fintech permite pagar contas com cripto- Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

A fintech Beplix, conta digital com taxa zero e multimoedas, lança solução que permite o pagamento de boletos e de contas via Pix com moedas digitais sem a necessidade de liberação pela corretora. A plataforma oferece serviço para os usuários de cibermoedas que precisam de liquidez instantânea, possibilitanto até adquirir bens como carros e imóveis.

Conhecido como Crypto-as-a-Service (CaaS), o serviço da Beplix, que já está em operação, permite ainda a compra e venda de criptomoedas.

Para Vinicius Marinho, CEO da Beplix, o potencial brasileiro para o mercado de criptomoedas é enorme. O país movimentou mais de R$ 707 bilhões em criptomoedas em 2021, segundo pesquisa da Chainnalysis, especializada em análise de dados em blockchain. Os números fazem do Brasil o maior mercado de moedas digitais da América Latina e o 11° no mundo.

“As oportunidades de negócios para esse setor são gigantes no Brasil. Ainda que se trate de um segmento pouco explorado no país, está em crescimento no mundo todo”, afirma.

Com a Beplix, qualquer pessoa poderá ter acesso a criptomoedas de uma forma descomplicada, sem a necessidade de enfrentar toda a burocracia que as exchanges atuais colocam em suas transações. “Queremos ser a empresa que vai popularizar a cripto de maneira fácil, simples e objetiva, tornando as moedas digitais, de fato, um meio de pagamento do brasileiro”, observa Marinho, um dos fundadores da empresa, ao lado de Thiago Mozzatto.

Até o momento, Marinho e Mozzatto investiram aproximadamente R$ 2 milhões de capital próprio na plataforma e já somam mais de R$ 20 bilhões transacionados em vendas de criptos no atacado em 2021, com experiência junto a grandes empresas.

A Beplix é a primeira inserção dos empreendedores no mercado B2C, apesar de o aplicativo também permitir transações e aceitar clientes B2B. A expectativa é de que seja aberta rodada de investimentos nos próximos meses, quando a versão final da plataforma estiver consolidada.

Para este ano, as fintech espera atingir a meta de 100 mil clientes ativos e empregar 50 pessoas. Além disso, a expectativa é oferecer serviço de assessoria de investimentos e também a venda de ingressos para shows e outros eventos via app.

“Antes do lançamento do aplicativo, já temos 3 mil pessoas cadastradas, interessadas na versão beta do nosso produto, o que demonstra o potencial desse mercado e a forma que os usuários já veem a Beplix como um futuro aliado no seu dia a dia”, finaliza Mozatto.

(Com assessoria)

Avatar photo

Redação DMI

Artigos: 1782